Sérgio Ramos pode ser o próximo a deixar o Real Madrid

Aos assobios de que foi alvo no último jogo em casa por parte dos adeptos, junta-se o facto de alguns elementos da estrutura do presidente Florentino Perez verem o atual capitão como dispensável no final desta temporada.

Sérgio Ramos poderá abandonar o Real Madrid no final da temporada. Este é pelo menos o pensamento do capitão espanhol face aos últimos acontecimentos em seu redor e que de acordo com o jornal “El Confidencial“, fazem o defesa-central acreditar que o clube pode prescindir dos seus serviços, quando a época terminar.

No passado fim-de-semana Sérgio Ramos foi assobiado no estádio Santiago Bernabéu no encontro com o Valladolid, que o Real Madrid venceu por 2-0 e nem o facto de ter marcado um dos golos de grande penalidade, evitou a contestação vinda da bancada, principalmente da claque oficial dos ‘merengues’.

Depois da saída de Cristiano Ronaldo e Zinedine Zidane, Sérgio Ramos ganhou ainda mais ‘poder’ no balneário, bem como junto do presidente Florentino Pérez. No entanto, e segundo o jornal espanhol, a forma como lidera o balneário trouxe algum incómodo a elementos da estrutura diretiva e isso poderá levar a ser um dos jogadores a ser integrados na ‘limpeza de balneário’ no final da época.

Contudo, outros elementos ligados a Florentino Pérez asseguram que o presidente tem protegido Sérgio Ramos dos adeptos, inclusive colocando-o em algumas ocasiões como figura de destaque nas redes sociais ‘blancas’. O capitão do Real Madrid ‘desconfia’ destes movimentos, até porque o clube não tomou uma posição oficial face aos assobios que recebeu da bancada, relembrando que foi desta forma que começaram a ser dispensados jogadores como Raúl ou Fernando Morientes.

De acordo com a rádio “Cadena Ser” a claque oficial do Real Madrid terá decidido assobiar Sérgio Ramos de cada vez que a bola fosse parar aos seus pés, no jogo contra o Valladolid. Essa decisão terá sido tomada após a goleada por 5-1 frente ao Barcelona, na semana anterior.

A força que o capitão tem no balneário madrileno atinge também as escolhas de quem treina o clube. Sérgio Ramos terá sido uma das vozes mais críticas que levaram ao despedimento de Julen Lopetegui, manifestando-se também contra a possível vinda de Antonio Conte, algo que voltou a não cair bem entre alguns dirigentes.

Apesar de parecer estar ao lado de Sérgio Ramos, a relação entre Florentino Pérez e o jogador é segundo o “El Confidencial” bastante tensa, tendo atingido o maior conflito em 2015, aquando da renovação do contrato do defesa-central. Nessa altura, René Ramos, irmão e agente do jogador foi muito criticado pela imprensa espanhola mais próxima de Florentino Pérez, situação que Sérgio Ramos nunca terá perdoado.

O jogador que chegou ao Real Madrid em 2005, tem contrato válido até 2021 e já manifestou em diversas ocasiões a sua vontade em terminar a sua carreira ao serviço dos ‘merengues’.

Ler mais
Recomendadas

Oferta de obrigações do Sporting, que termina hoje, está a 11 milhões de euros do limite máximo

O período de subscrição do empréstimo obrigacionista da Sporting SAD termina hoje às 15:00, estando assegurados no final do dia de quarta-feira 19 milhões de euros.

Sporting garante 19 milhões de euros em subscrições e assegura empréstimo

A um dia do fim do prazo de subscrição de obrigações, SAD sportinguista evitou o incumprimento de anterior emissão obrigacionista de 30 milhões de euros ao ultrapassar, nesta quarta-feira, 21 de novembro, o mínimo de 15 milhões de euros. Procura atingiu perto de 19 milhões de euros.

Emissão obrigacionista: Sporting SAD consegue procura superior a 14,6 milhões de euros

CMVM anuncia que a Sporting SAD está a menos de 500 mil euros do objetivo mínimo: 15 milhões de euros.
Comentários