Sete dicas para conseguir passagens aéreas baratas

Felizmente, nos dias de hoje já é muito fácil conseguir passagens aéreas baratas, bastando só ter alguns truques na manga. Neste artigo ensinamos-lhe quais.

O verão está a chegar e a vontade de viajar já está à flor da pele. O anjinho diz-lhe ao ouvido que deve aproveitar o subsídio de férias para poupar, ao passo que o diabinho incentiva a mimar-se e a fazer a sua tão desejada viagem. Mas temos boas notícias: uma coisa não invalida a outra. Felizmente, nos dias de hoje já é muito fácil conseguir passagens aéreas baratas, bastando só ter alguns truques na manga. Neste artigo ensinamos-lhe quais.

É preciso dedicar-se a esta pesquisa, mas garantimos que o tempo dispendido a procurar pelos melhores preços compensa e pode resultar numa viagem inesquecível e bastante em conta.

Antes de iniciar a sua procura, certifique-se de que tem um cartão de crédito e quais os benefícios que este engloba, uma vez que este pode ser um grande aliado na sua poupança durante as férias.

#1 – Utilize mais do que uma companhia

Não é obrigatório utilizar a mesma companhia aérea nos voos de ida e de regresso.

É importante comparar as diferentes rotas de que cada uma dispõe e perceber quais as ofertas mais vantajosas. Por exemplo, a Ryanair pode ter preços mais baixos para o voo de ida na data em que está a ponderar viajar, mas, no entanto, na data de regresso, a Easyjet pode apresentar preços mais apelativos.

Não há problema nenhum em conjugar os voos – muito pelo contrário, só sairá a ganhar.

#2 – Compare as várias ofertas de voos

O segredo está em comparar. À semelhança da nossa plataforma online e gratuita que compara produtos financeiros e telecomunicações, também existem comparadores de companhias aéreas que apresentam os preços dos bilhetes para que possa avaliar, comparar e escolher o mais adequado para si.

Utilize plataformas como eDreams, Skyscanner ou Momondo para encontrar os voos mais acessíveis em determinada data para um dado destino. Aconselhamos ainda a pesquisar no máximo de comparadores possível, dado que pode encontrar uma vasta gama de preços para o mesmo destino e dia.

#3 – O seu cartão de crédito pode proporcionar-lhe passagens aéreas baratas

Antes de marcar a sua viagem, verifique que benefícios é que o seu cartão de crédito engloba. Quem sabe não tem um cartão de crédito com milhas que lhe permite usufruir de um grandes descontos em voos.

Este tipo de cartões permite acumular milhas áreas de cada vez que se fazem compras (por exemplo: por cada 1 ou 2 euros que gastar, dependendo do cartão, pode acumular uma ou mais milhas), para que estas possam depois ser trocadas por bilhetes de avião ou até upgrades de classe económica para executiva.

Para além disso, se tiver um cartão com um pacote de seguros associado, talvez até disponha de assistência em viagem, que cobre danos provocados por extravio de bagagem, atraso no voo, entre outras situações que podem ser propícias a acontecer quando vai de férias.

Para além disto, estes cartões podem ainda oferecer descontos em hotéis, restaurantes, rent-a-cars e outras experiências que podem ajudar a poupar mais nas suas férias.

#4 – Compre com tempo de antecedência

Nos dias que correm, quanto mais cedo comprar a sua passagem, melhor. Já lá vai o tempo em que a altura ideal para conseguir passagens aéreas baratas era com cerca de oito semanas de antecedência. À medida que a data da viagem se aproxima, a procura aumenta, pelo que os preços dos voos também aumentam.

Por isso, se já tem datas em mente para as suas férias, não perca tempo e compre já as passagens para usufruir de preços mais competitivos.

Se tiver espírito aventureiro, pode tentar a sua sorte e comprar mais em cima da hora. Por norma, as companhias aéreas, quando ainda têm lugares disponíveis perto da data da viagem, diminuem os preços para conseguirem preencher todos os assentos. No entanto, é um risco que corre: ou arrisca e consegue uma grande poupança ou fica sem lugar.

#5 – Escolha o dia certo

Escolher o dia certo, tanto no que diz respeito à compra do voo como no que se refere à data de partida, tem influência no preço final a pagar. Por norma, ao fim de semana e nos feriados há mais procura, pelo que deve evitar comprar bilhetes de avião nesses dias.

Para conseguir passagens aéreas mais baratas, opte por fazer a pesquisa em dias de semana, tais como segunda, terça e quarta, pois assim terá mais probabilidades de encontrar preços competitivos.

A escolha do dia em que viaja é fundamental para conseguir poupar no preço da passagem. Por norma, se for na Europa, o melhor dia para viajar é à terça-feira e se voar durante a noite também pode conseguir o voo a um preço mais simpático.

#6 – Pesquise em modo anónimo

Experimente entrar em modo “incógnito” no seu browser de Internet (no seu teclado, clique Ctrl + Shift + N caso utilize o Windows, ou Command + Shift + N se utilizar Mac) e pesquise os voos neste modo.

Em alternativa, limpe os “cookies” do seu browser. Qual a razão por detrás disto? Os sites utilizam as informações transmitidas pelos navegadores através dos “cookies” para influenciar os preços das viagens – ou seja, se procurar muitas vezes pela mesma rota através do mesmo endereço de IP, o seu navegador vai perceber a sua intenção de compra e começará a mostrar-lhe preços mais elevados.

Faça o teste: pesquise em modo normal e depois compare com o modo incógnito ou ainda sem “cookies”.

#7 – Esteja atento às redes sociais

As companhias aéreas, cada vez mais, estão presentes em redes sociais como Facebook, Twitter e Instagram e utilizam estas plataformas para divulgarem descontos e promoções. Por norma, é aqui que as marcas colocam campanhas publicitárias com passagens aéreas baratas e com as quais pode conseguir bons descontos.

Esta pode ser uma ótima oportunidade para agir por impulso e marcar aquela viagem não planeada.

Siga estas dicas e prepare-se para as suas férias de sonho. Não se esqueça: compare bem todas as opções existentes no mercado, escolha a altura certa e certifique-se de que tira partido de todos os benefícios que o seu cartão de crédito lhe pode dar neste sentido.

Ler mais
Recomendadas

Governo já enviou para Bruxelas esboço do Orçamento, mas só divulga na quarta-feira

Portugal já enviou para a Comissão Europeia o esboço do Orçamento do Estado para 2020, apurou o Jornal Económico junto de fonte governamental. No entanto, o documento apenas será divulgado esta quarta-feira de manhã no portal do Governo.

Conselho Económico e Social aponta desvio de 2 mil milhões no investimento público entre 2016 e 2018

A conclusão integra o projeto de parecer do Conselho Económico e Social (CES) sobre a Conta Geral do Estado (CGE) relativa a 2018 a que a Lusa teve hoje acesso.

CGA perdeu quase 32 mil subscritores nos últimos três anos, diz UTAO

A redução do número de subscritores, que em agosto totalizavam 435.837, “é natural”, explica a UTAO, pois a CGA é um sistema fechado a novas inscrições desde 2006, altura em que os novos trabalhadores da administração pública passaram a inscrever-se no regime da Segurança Social.
Comentários