Sexo para pagar aluguer: Fórmula está a crescer em Londres

Nos sites de classificados dos sites de informação londrinos proliferam anúncios que oferecem a partilha de casa em troca de favores sexuais.

Eddie Keogh/REUTERS

Os preços proibitivos do aluguer de casas ou quartos em Londres está a colocar em risco jovens vulneráveis que desta forma estão a ser explorados sexualmente. A prática estende-se às zonas limítrofes da capital inglesa, onde os preços têm disparado depois de tocarem valores absolutamente incomportáveis na grande cidade, de acordo com informação avançada pelo site espanhol El Economista.

O popular site de anúncios classificados Craiglist converteu a sua secção de anúncios de imobiliário num local habitual para encontrar ofertas de aluguer de um andar ou quartos em troca de práticas sexuais ou outras propostas similares.

Por dia, são publicados mais de 100 anúncios deste género com propostas para partilhar casa em troca de “manter relações sexuais duas ou três vezes por semana” ou “raparigas ‘más’ por um quarto”.

O fenómeno era habitual em Londres mas estendeu-se a cidades da periferia como Rochester, Maidstone ou Brighton. Pela primeira vez em muitos anos, o preço das casas na capital inglesa caiu 1% em fevereiro (em relação a 2016), de acordo com a imobiliária britânica Your Move. O preço médio situa-se em 1.280 libras por mês.

Recomendadas

Ifo antecipa crescimento estável da zona euro de 0,4% no quarto trimestre

Segundo os economistas do Ifo, o principal motor de crescimento da economia até ao final do ano será o investimento, com as empresas a aproveitarem “as ainda favoráveis condições de financiamento e procura sólida”.

António Costa sobre o Brexit: “Em outubro tem de haver acordo final”

O primeiro-ministro assumiu que houve “avanços positivos” relativamente às propostas que Theresa May apresentou em Chequers.

Marcelo recebe taxistas na segunda-feira

O Presidente da República vai receber na próxima segunda-feira as reivindicações dos taxistas.
Comentários