Smartphones: há vida depois de um ecrã partido?

O ecrã do smartphone partido é um problema com cada vez mais soluções. Na hora de decidir o que fazer qual é a escolha mais inteligente?

 

O mundo cabe cada vez mais no nosso bolso. Os smartphones permitem estar em contacto com os quatro cantos do planeta sem sair da esplanada. Seja para trabalhar, fazer investigação, jogar ou simplesmente namorar, estes aparelhos são cada vez mais indispensáveis no nosso dia a dia.

O smartphone é uma ferramenta essencial para o nosso quotidiano. Também por isso é cada vez mais importante garantir a sua integridade. A possibilidade de estar conectado a todo o mundo em qualquer lugar já não é só um capricho, tornou-se uma exigência, ainda mais acentuada pela pandemia.

Por isso é fundamental um smartphone que esteja em perfeitas condições. O uso cada vez mais intenso deste instrumento, mesmo com todas as precauções, leva muitas vezes a que sofra acidentes que o danificam.

Um ecrã rachado ou estilhaçado são das experiências mais comuns dos nossos dias – e também das mais incómodas. Além do problema estético, um ecrã partido compromete sobretudo a performance do aparelho: pode afetar a qualidade do som, as funcionalidades do teclado e até as características da câmara! Mais grave ainda, pode representar perigos para o utilizador, uma vez que existe o risco de lesões provocadas pelos pequenos estilhaços do vidro.

Há cada vez mais opções no mercado para a reparação de ecrãs. Muitas destas opções prometem soluções económicas para o problema. Infelizmente, na maioria das vezes, o barato sai caro. Ao utilizar materiais de fraca qualidade ou soluções improvisadas existe uma grande probabilidade não só de não solucionar os problemas causados pela quebra do ecrã, como de comprometer ainda mais o aparelho.

A iServices é uma aposta segura e cómoda para a reparação do ecrã do seu smartphone, com lojas em todos o país que garantem a reparação do seu ecrã em 30 minutos. A loja online garante a reparação do smartphone em menos de vinte e quatro horas, sem sair de casa. Tudo isso assegurado por técnicos especializados, com um diagnóstico gratuito na hora e o know how de quem já realizou mais de 700 mil reparações.

Uma reparação de qualidade dá uma nova vida ao aparelho: permite voltar a usufruir de todas as suas funcionalidades e prolonga a sua vida útil, evitando assim a compra desnecessária de um novo equipamento e prevenindo o desperdício. Um ecrã partido infelizmente significa sempre despesa. Ao recorrer a um serviço de confiança garante que essa despesa é um investimento que lhe permite voltar a usufruir ao máximo do seu aparelho.

Adiar a reparação do ecrã só agrava o problema, podendo levar eventualmente à perda total do aparelho. As soluções low cost, realizadas por amadores e/ou com materiais sem qualidade, acabam muitas vezes por piorar a situação.

Recorrer a um especialista é a solução que lhe permite recuperar o seu smartphone. Assim vai poder continuar em contacto com todo o mundo, sem sair de casa.

 

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a iServices.

 

Ler mais
Recomendadas

MBA e LLM em pandemia. Como vão as escolas de gestão e de direito encarar os desafios?

O impacto da pandemia nos cursos de MBA e LLM será o foco da próxima JE editors Talks. Junte-se às mais prestigiadas escolas de gestão e direito do país para uma conversa em direto, no dia 4 de março, às 17h00.

Qual a utilidade dos benefícios extrassalariais para atrair talento?

Entenda quais são os beneficios extrassalariais mais valorizados pelos profissionais. Será que as prioridades das empresas são as mesmas que as dos trabalhadores?

Dívida não é sinónimo de austeridade

A sustentabilidade da dívida pública em nada depende do seu valor absoluto, mas sim da sua trajetória. Por isso, antes de se apontar a necessidade de medidas de austeridade, é imperativo compreender o que torna uma dívida sustentável.
Comentários