PremiumSonae Sierra poupou 167 milhões de euros desde 2010

A Sonae Sierra, empresa do grupo Sonae para o setor imobiliário, com particular destaque para o desenvolvimento e gestão de grandes superfícies em Portugal

A Sonae Sierra, empresa do grupo Sonae para o setor imobiliário, com particular destaque para o desenvolvimento e gestão de grandes superfícies em Portugal e em diversos mercados externos, garante que poupou 167 milhões de euros em custos operacionais desde 2010, com a adoção de práticas sustentáveis ao nível da energia elétrica, consumo de água e reciclagem de resíduos. Em entrevista exclusiva ao Jornal Económico, Elsa Monteiro, diretora da Sonae Sierra, explica como a empresa chegou a estes resultados.

Como é que a Sonae Sierra baixou em mais de 25 milhões de euros os custos operacionais em 2018 co a adoção de práticas sustentáveis?

Deixe-me falar de como lá chegámos – da estratégia. A estratégia de sustentabilidade da Sierra foca-se na criação de valor partilhado e na salvaguarda da nossa capacidade para desenvolver o negócio no curto, médio e longo prazo, ao endereçar os principais riscos e oportunidades ambientais e sociais. Focamo-nos em três áreas: pessoas seguras e resiliência dos recursos, futuro do retalho e conhecimento. Para cada uma das áreas prioritárias da estratégia de sustentabilidade são definidos objetivos de longo prazo, metas anuais e ações. Os 25 milhões de euros de custos operacionais evitados em 2018 são um exemplo do valor criado para o negócio em resultado de melhorarmos o desempenho ambiental no nosso portefólio de investimento, no âmbito da área pessoas seguras e resiliência dos recursos.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

Governo quer instalar “fábrica gigante” de hidrogénio em Sines

Este consórcio entre Portugal e a Holanda vai permitir ter acesso a fundos do programa ‘Projetos Comuns Importantes de Interesse Europeu’.

Startup Gooders chega a Portugal para recompensar voluntários com moedas virtuais

A empresa brasileira quer unir organizações não-governamentais, empresas e voluntários em prol da responsabilidade social. Entre os parceiros nacionais estão Cofina, Dott, ProdTo e Sharkcoders.

À procura de emprego? TAP vai contratar 800 novos trabalhadores em 2020

Desde 2015 que a empresa já contratou mais de três mil trabalhadores. A grande maioria das contratações no próximo ano vai ser de comissários de bordo.
Comentários