Sonae Sierra poupou 25 milhões em 2018 com gestão sustentável

A empresa gestora de centros comerciais diz ter cumprido no ano passado 86% dos seus objetivos de sustentabilidade.

GranCasa Sonae Sierra

A Sonae Sierra reclama a poupança de cerca de 25 milhões de euros em 2018 com a introdução de medidas de gestão sustentável em diversas vertentes da atividade da empresa.

“A implementação de medidas de eficiência de gestão de energia, de água e de resíduos, ao longo dos últimos 16 anos, permitiu à Sonae Sierra evitar 25 milhões em custos operacionais em 2018, ano em que a empresa apresentou também resultados financeiros muito positivos”, destaca um comunicado da gestora imobiliária.

De acordo com o documento, “estes resultados demonstram o sólido desempenho da Sonae Sierra e a implementação bem-sucedida da sua estratégia, a par da capacidade da empresa de criar valor partilhado através de respostas a desafios relacionados com a sustentabilidade”.

Os responsáveis da Sonae Sierra destacam que “há mais de 20 anos” que a empresa assumiu um compromisso com o ambiente e a sociedade ao apostar na implementação de medidas de eficiência na gestão de energia, água e resíduos, na melhoria da segurança e saúde e na integração da sustentabilidade na sua estratégia de negócio”.

“Em 2018, a empresa melhorou a ecoeficiência dos seus centros comerciais na maioria dos indicadores-chave, tendo cumprido neste ano 86% dos seus objetivos de sustentabilidade. Nomeadamente, a empresa reduziu as emissões de gases com efeito de estufa (GEE) em 9,1%, o consumo de eletricidade em 2,8% e a percentagem de reciclagem de resíduos cresceu 3%”, adianta o referido comunicado.

Segundo esse documento, “comparativamente com anos anteriores, a Sonae Sierra melhorou em 21% a eficiência na utilização de água, desde 2003 e melhorou em 49% a eficiência no consumo de eletricidade, desde 2002”.

“A taxa de reciclagem aumentou 248% desde 2002 e a percentagem de resíduos enviados para aterro diminuiu 69%, desde 2007. Adicionalmente, a empresa reduziu as emissões de GEE em 81% desde 2005. Relativamente à segurança & saúde, a Sonae Sierra reduziu a severidade dos acidentes de trabalho e doenças profissionais em 86%, desde 2005”, adianta o comunicado da Sonae Sierra.

Recorde-se que, a nível operacional, no ano passado, a empresa apresentou um resultado líquido de 110 milhões de euros.

“A empresa vendeu ativos com um valor bruto de perto de 600 milhões, o que gerou ganhos significativos, viu o EBIT dos serviços crescer 11% face ao ano anterior, investiu mais de 165 milhões de euros em expansões, como a do NorteShopping, bem como, no desenvolvimento de dois ‘outlets’ em Espanha e na Grécia e na construção de um novo centro comercial na Colômbia, que abriu no passado mês de fevereiro”, elenca o comunicado da empresa.

 

Ler mais
Recomendadas

Facebook expande programa de ‘fact checking’ independente em Portugal

A rede social anuncia expansão do programa de fact-checking em Portugal com o Polígrafo.

PremiumAeroporto do Montijo só vai ter reserva de combustível para três dias

Resumo não técnico do estudo de impacto ambiental elenca cenários de ocorrência de acidentes graves envolvendo substâncias perigosas.

PremiumCrescimento das trotinetes é insustentável

O vereador da mobilidade da CML diz que a micromobilidade em Lisboa já vale mais de 50 milhões de euros, mas o novo general manager da Lime entende que há ‘players’ a mais. “É insustentável existirem nove concorrentes em Lisboa e 25 em Madrid”, diz.
Comentários