Spiros Martinis Spettel será o primeiro CEO da parceria entre EDP e Engie

Mandatos na nova ‘joint venture’ vão durar três anos. No primeiro, é a EDP Renováveis a nomear o CEO, enquanto a Engie escolhe o ‘chairman’ e o COO, enquanto no seguinte será ao contrário.

Spiros Martinis Spettel,  membro do conselho de administração da EDP Renováveis (EDPR), irá ser o primeiro CEO da parceria anunciada esta terça-feira entre a EDP Energias de Portugal e a francesa Engie que visa criar um líder no mercado de energia eólica offshore, afirmou João Manso Neto, presidente da EDPR

A parceria vai contemplar a área da energia eólica offshore, as centrais marítimas que produzem eletricidade a partir do vento. O objetivo é que esta parceria esteja operacional até ao final de 2019.

Na apresentação da joint venture em Londres, a EDP e a Engie explicaram que os mandatos do CEO, Chief Operating Officer e Chairman irão durar três anos. No primeiro mandato, o CEO será escolhido pela EDP Renováveis, enquanto os outros dois postos serão nomeados pela energética francesa.

Martinis Spettel, que é head of global business development da EDPR, irá ser acompanhado por Paulo Almirante, português que é vice-presidnete da comissão executiva da Engie, como chairman, e por Greg Gorski, managing director of centralized power generation da empresa francesa, no cargo de COO.

No final desse primeiro mandato, a Engie irá nomear o novo CEO e a EDPR os outros dois cargos.

Relacionadas

Mexia: “Parceria da EDP com a Engie é uma medida natural no mercado”

O CEO da empresa portuguesa falou em Londres, na apresentação da parceria com a energética francesa. A ‘joint venture’ destina-se a criar líder de mercado no energia eólica ‘offshore’ e deve ser estabelecida até ao final do ano.

EDP anuncia parceria com franceses da Engie para a energia eólica offshore

O anúncio foi feito pela empresa esta terça-feira, semanas depois da OPA da CTG sobre a EDP ter terminado sem sucesso. O objetivo é criar uma “líder mundial na energia eólica offshore” com 5 a 7 gigawatts em operação ou construção até 2025. A parceria deve estar operacional até ao final de 2019.
Recomendadas

Ministro da Economia anuncia incentivo à inovação a empresas de Setúbal

O Ministro da Economia revelou esta terça-feira que o Governo deverá anunciar ainda esta semana um incentivo à inovação, com uma majoração de 10% face aos apoios existentes, dirigido às Pequenas e Médias e Micro Empresas da Península de Setúbal.

Programa Capitalizar já fez chegar 8 mil milhões de crédito às empresas

As linhas do Programa Capitalizar fizeram chegar às empresas oito mil milhões de euros de crédito, disse hoje o ministro da Economia, sublinhando que o financiamento vai ser um dos maiores desafios do tecido empresarial nos próximos anos.

Energias renováveis com impacto positivo de 2,4 mil milhões para os consumidores em nove anos

Entre custos para o consumidor e poupanças obtidas, as renováveis tiveram um impacto positivo, segundo um estudo realizado pela Deloitte.
Comentários