Sporting emite 30 milhões de obrigações com taxa de 5,25%

O Sporting irá pagar uma taxa de 5,25% ao ano para emitir 30 milhões de euros em obrigações, segundo o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), esta sexta-feira, dia 9 de novembro.

Cristina Bernardo

A Sporting SAD irá pagar uma taxa de 5,25% ao ano para emitir 30 milhões de euros em obrigações, segundo o prospecto divulgado através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), esta sexta-feira, dia 9 de novembro. A subscrição começa na segunda-feira, dia 12.

O empréstimo tem uma duração de três anos, sendo o reembolso efetuado ao valor nominal, de uma só vez, em 26 de novembro de 2021, salvo se ocorrer o vencimento antecipado, nos termos previstos no prospeto.

“Os juros das obrigações vencer-se-ão semestral e postecipadamente, com pagamento a 26 de maio e 26 de novembro de cada ano de vida das obrigações”, pode ler-se no prospecto, que acrescenta que a taxa de rentabilidade efetiva é aquela que iguala o valor atual dos fluxos monetários gerados pela obrigação ao seu preço de compra, pressupondo capitalização com idêntico rendimento.

A taxa de rentabilidade ilíquida de impostos é de 5,31% e a taxa de rentabilidade líquida de impostos é de 3,81%.

“Foi solicitada a admissão à negociação das obrigações no Euronext Lisbon, pelo que os obrigacionistas poderão transacioná-las em mercado após a data de admissão à negociação. A admissão à negociação não garante, por si só, uma efetiva liquidez das obrigações”, acrescenta.

Até 16 de novembro de 2018 o Emitente (Sporting SAD) pode aumentar o montante global da Emissão. Até 20 de novembro de 2018 às 15h00 é a data limite para revogação e/ou alteração das ordens de subscrição.  No dia 22 de novembro de 2018 às 15h00 é o fim do período de subscrição e nesse mesmo dia até às 16h30 é o fim do período de transmissão de ordens à Euronext por parte dos intermediários financeiros. A 23 de novembro de 2018 é o apuramento dos resultados pela Euronext em sessão especial de mercado regulamentado e divulgação dos resultados da Oferta.

A 26 de novembro de 2018 é data da liquidação física e financeira da Emissão, da subscrição das Obrigações e da respectiva admissão à negociação.

O produto líquido desta emissão destina-se ao reembolso do empréstimo obrigacionista denominado “Sporting SAD 2015-2018”, no montante de 30 milhões, que se vence em 26 de novembro de 2018 e ao financiamento da atividade corrente da Sporting SAD. No caso de subscrição incompleta, ou seja, no caso de a procura não atingir o montante das Obrigações disponíveis, o montante da emissão ficará limitado ao montante das subscrições recolhidas e  devidamente validadas e “a Oferta será eficaz relativamente a todas as Obrigações objeto de ordens de subscrição validamente emitidas”.

O prospeto alerta que “a emissão de Obrigações não será realizada caso o valor nominal agregado das Obrigações  subscritas não perfaça 15 milhões de euros, o que constitui um fator de risco ao reembolso do referido empréstimo obrigacionista denominado, “Sporting SAD 2015/2018”.

A presente Oferta é uma oferta pública de subscrição dirigida ao público em geral, tendo por objeto um máximo de 6.000.000 de Obrigações, com o valor nominal de 5 euros por cada Obrigação, perfazendo um montante inicial máximo de  30 milhões de euros “o qual poderá ser aumentado, por opção do Emitente, até ao dia 16 de novembro de 2018, inclusive”. As ordens de subscrição devem ser apresentadas para um montante mínimo de 100 euros, correspondente a 20 Obrigações e, a partir desse montante mínimo, devem ser expressas em múltiplos de 5 euros (1 Obrigação).

O Agente Pagador encarregue do serviço financeiro relativo às Obrigações é o Novo Banco. O Sindicato bancário de colocação é composto por ActivoBank; Banco Best, Banco Carregosa, CaixaBI, CEMG, CGD, Millennium bcp e Novo Banco. O Montepio Investimento é o Intermediário Financeiro.

Em comunicado,  a SAD ‘leonina’ anunciou recentemente  que passou a ter um capital próprio positivo de 549 mil euros (devido à vendas de jogadores). “A Sporting SAD fechou o primeiro trimestre da época desportiva de 2018/19 com um volume de negócios de 50,193 milhões, situação esta suportada pela participação na fase de grupos da Liga Europa e pela venda de direitos desportivos, nomeadamente de William Carvalho e Cristiano Piccini”, pode ler-se no comunicado.

No plano das receitas operacionais sem venda de jogadores, houve um “decréscimo de cerca de 1,6 milhões de euros”, que a SAD do Sporting explica com a comparação com “um trimestre homólogo que contou com jogos da Liga dos Campeões, quer seja ‘play-off’, quer seja fase de grupos”.

O SCP detém, direta e indiretamente, 63,819% do capital social da Sporting SAD.

(atualizada)

Ler mais
Recomendadas

Oferta de obrigações do Sporting, que termina hoje, está a 11 milhões de euros do limite máximo

O período de subscrição do empréstimo obrigacionista da Sporting SAD termina hoje às 15:00, estando assegurados no final do dia de quarta-feira 19 milhões de euros.

Sporting garante 19 milhões de euros em subscrições e assegura empréstimo

A um dia do fim do prazo de subscrição de obrigações, SAD sportinguista evitou o incumprimento de anterior emissão obrigacionista de 30 milhões de euros ao ultrapassar, nesta quarta-feira, 21 de novembro, o mínimo de 15 milhões de euros. Procura atingiu perto de 19 milhões de euros.

Emissão obrigacionista: Sporting SAD consegue procura superior a 14,6 milhões de euros

CMVM anuncia que a Sporting SAD está a menos de 500 mil euros do objetivo mínimo: 15 milhões de euros.
Comentários