Standard & Poor’s mantém rating da EDP

De acordo com a ‘elétrica’, a “redução contínua do nível de endividamento em linha com o recente plano estratégico anunciado para 2019-2022” esteve na base desta decisão da Standard & Poor’s.

A EDP comunicou à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários a manutenção do rating atribuído pela Standard & Poor’s

O Outlook foi também mantido em “estável”.

“A Standard & Poor’s Global Ratings (“S&P”) afirmou hoje a notação de rating de longo prazo da EDP – Energias de Portugal, S.A. (“EDP”) e da EDP Finance B.V. (“EDP Finance”) em “BBB-”. Ao mesmo tempo, afirmou a notação de rating de curto prazo em “A-3”. O Outlook é estável. Esta afirmação do rating da EDP tem por base a expectativa da S&P da redução contínua do nível de endividamento em linha com o recente plano estratégico anunciado para 2019-2022”, comunicou a EDP à CMVM.

De acordo com a ‘elétrica’, a “redução contínua do nível de endividamento em linha com o recente plano estratégico anunciado para 2019-2022” esteve na base desta decisão da Standard & Poor’s.

Recomendadas

Carlyle avalia venda de posição na portuguesa Logoplaste

De acordo com a agência, o grupo já contactou o Barclays Plc e o Goldman Sachs para se aconselhar sobre o negócio.

Novo Banco: GamaLife, antiga GNB Vida, recusa “qualquer relação” com Lindberg

Previamente conhecida como GNB Vida, a GamaLife garante não ter qualquer relação com Lindberg e adianta ainda que “o envolvimento da Apax Partners na aquisição da GamaLife só começou após os problemas amplamente divulgados do Sr. Lindberg, quando já era bastante evidente que ele não seria capaz de completar esta transação“.

Toshiba retira-se oficialmente do negócio dos portáteis

A Toshiba já tinha vendido 80,1% do seu negócio de PCs à Sharp, ficando com uma participação na nova marca criada, a Dynabook, mas agora entregou o resto das ações da empresa.
Comentários