Startup FoundVet vence Prémio K.Tech do Concurso Acredita Portugal

A FoundVet prevê a criação de uma app para donos de animais de companhia, permitindo a marcação de consultas veterinárias nas clínicas e hospitais ou ao domicílio e conhecer os profissionais veterinários disponíveis por localização.

A FoundVet foi revelada como a startup vencedora do Prémio K.Tech, a vertente do Concurso Montepio Acredita Portugal destinada a projetos relacionados com as novas Tecnologias de Informação (TI) e apoiada pela KCS iT, empresa de serviços de consultoria, outsourcing e formação.

A startup vai agora contar com o apoio da consultora para a sua entrada no mercado, através da atribuição de uma bolsa de horas para implementação das melhores práticas ao nível de PMI. A VII Gala do Concurso Montepio Acredita Portugal teve lugar na passada sexta-feira, no Centro de Congressos de Lisboa.

Tiago Farinha, Diretor Geral da KCS iT, explica em comunicado que “O projeto vencedor foi reconhecido por apresentar uma conjugação de tecnologia inovadora e oferta original, e por ter em si a potencialidade de levar uma transformação ao setor específico no qual se enquadra”.

O diretor acrescenta ainda que a equipa está empenhada por começar a trabalhar os responsáveis da FoundVet de forma a “tornar a sua implementação mais eficaz e bem-sucedida, na ótica das práticas ao nível de PMI que distinguem a KCS iT”.

Os três projetos finalistas ao Prémio K.Tech foram selecionados por um painel de jurados composto por membros da KCS iT e da Acredita Portugal. Entre os restantes finalistas do Prémio contam-se os projetos Shuteye – a “Uber do descanso”, uma plataforma que conecta proprietários de imóveis/hostels e clientes que pretendem descansar durante algumas horas,  e a Cook4me, plataforma de encomenda e entrega de comida caseira, que já está disponível em Lisboa e procura crescer em Portugal e nas principais cidades europeias.

O concurso promovido pela Acredita Portugal e Caixa Económica Montepio Geral (CEMG) tem como objetivo apoiar ideias, projetos e negócios promissores de qualquer cidadão, independentemente da idade e do nível de formação. A participação permite o contacto direto entre candidatos e especialistas e mentores, investidores, assim como o acesso a formação personalizada e a oportunidade de integrar um programa de pré-aceleração.

No total, o Concurso Montepio Acredita Portugal recebeu 12.983 candidaturas. O maior número de projetos submetidos está relacionado com as áreas da Indústria de Alta Tecnologia (1.410 projetos), seguidos do Comércio e Retalho (1.368), Restauração (1.289), Turismo (867) e Saúde (732).

 

Ler mais
Recomendadas

Swonkie, a plataforma de redes sociais que nasceu das apostas de futebol

Do Shark Tank Portugal para a América Latina, o Swonkie é uma plataforma de redes sociais portuguesa. “Vendemos tempo, conhecimento e poder de decisão aos players das redes sociais”, disse o cofundador, João Cortinhas.

Fundo Azul aprova projetos de 1,9 milhões de euros

O Fundo Azul aprovou 1,9 milhões de euros a distribuir por cinco projetos selecionados na tipologia de desenvolvimento da economia do mar, “com o objetivo de estimular a emergência de uma nova geração de empreendedores do mar (‘start-ups’, PME e empresas) criadora de oportunidades inovadoras de negócio, rentáveis e sustentáveis”.

Rede europeia e indiana de incubadoras conta com participação de Portugal

O Instituto Pedro Nunes foi convidado por Bruxelas a participar no grupo fundador da EU-India Incubators and Accelerators Network.
Comentários