Startup Santarém líder nacional na submissão de candidaturas ao Vale Incubação

A Startup Santarém foi a entidade que mais candidaturas submeteu ao Vale Incubação no âmbito da estratégia nacional para o empreendedorismo Startup Portugal.

O Vale Incubação uma das medidas lançado em junho de 2016, cujas candidaturas decorreram até 31 de janeiro, contaram com 120 candidaturas provenientes de todo o país, tendo 22 delas sido preparadas e submetidas pela NERSANT através desta sua incubadora, que assume assim liderança nacional ao submeter 18% das candidaturas.

O distrito de Santarém foi o distrito que mais candidaturas apresentou a este incentivo ao Governo. Em dezembro último, a NERSANT mobilizou os empresários da região para conhecer o Vale Incubação, tendo realizado duas sessões de esclarecimento sobre o incentivo, em Torres Novas (Médio Tejo) e em Santarém (Lezíria do Tejo).

Na 1.ª fase de candidaturas foram apresentadas a concurso, segundo o IAPMEI, da região Centro foram submetidas 39 candidaturas. Do Alentejo, área onde se encontra localizada a Startup Santarém, chegaram 32 candidaturas, do Norte, 27, da região de Lisboa, 18 e do Algarve, duas.

O Vale Incubação prevê apoios para a incubação e aceleração de empresas nos próximos quatro anos no valor de 10 milhões de euros e dirige-se a projetos simplificados de empresas com menos de um ano. São suscetíveis de apoio os projetos de aquisição de serviços de incubação na área do empreendedorismo, imprescindíveis ao arranque das empresas, a entidades devidamente acreditadas, como é o caso da NERSANT, que o fez através da Startup Santarém. Cada incubadora pode receber até 20 Vales, sendo que a Startup Santarém, com a apresentação das 22 candidaturas, ultrapassou este número.

Recomendadas

Investidores, académicos e startups de impacto reúnem-se em Lisboa por um futuro mais sustentável

A capital portuguesa recebe entre 23 e 25 de abril de 2020 o evento “Planetiers World Gathering”, que pretende ser uma mostra de soluções sustentáveis em várias indústrias.

Vai à Web Summit? Pode deixar moedas e notas em casa

A SIBS e a empresa-mãe da Web Summit renovaram a parceria pelo terceiro ano consecutivo.

António Mexia alerta empreendedores: “Vai mudar tudo. Haverá mais dados, mais descentralização, maior complexidade”

O presidente da EDP encontrou-se com as nove startups com as quais a elétrica está a desenvolver projetos-piloto. Lembrou os tempos em que era o único “não-guru” na sala, garantiu que as ‘utilities’ estão mais capazes de resistir a uma crise e aconselhou os jovens empresários a mostrar “total abertura e transparência” com os seus parceiros.
Comentários