Startup Teckies promove campos de férias para jovens aprenderem a programar

As iniciativas vão decorrer em Lisboa e Sintra, estando as inscrições abertas até ao dia 29 de março.

A startup Teckies vai promover dois campos de férias de Páscoa para que jovens dos seis aos 16 anos tenham um primeiro contacto com a programação e criem o seu próprio robô. As iniciativas vão decorrer em Lisboa e Sintra, estando as inscrições abertas até ao próximo dia 29 de março.

Nos campos de férias, que têm a duração de uma ou duas semanas, as crianças vão aprender os princípios fundamentais da programação de forma lúdica, montando um robô e orientando-o para seguir ordens.

As iniciativas realizar-se-ão de 30 de março a 3 de abril no Espaço Atmosfera M, em Lisboa, e de 30 de março a 10 de abril na StartUp Sintra, em Rio de Mouro, podendo as crianças participar em uma ou nas duas semanas. As inscrições podem ser realizadas através do email contacto.geral@teckies.pt, tendo o custo de 120 euros por criança e por semana.

A startup vai também promover já este mês, no dia 21 de março, um workshop intergeracional, desafiando as famílias a descobrirem o mundo da robótica em conjunto. O workshop é dirigido a crianças dos 6 aos 14 anos, que podem ser acompanhados por pais, avós, tios ou outro familiar.

A inscrição tem o custo de 35 euros por cada família (duas pessoas). A iniciativa terá lugar no Studeo20, em Lisboa, das 09h00 às 12h00.

PCGuia
Ler mais
Recomendadas

Startups colaboram com o Governo para criar medidas de apoio ao empreendedorismo

Movimento tech4COVID19 entregou documento com propostas e reuniu-se esta segunda-feira com o secretário de Estado para a Transição Digital. Os signatários propõem que se estenda os requisitos de elegibilidade ao ‘lay-off’, aceitando as microempresas ou PME que tenham recebido investimentos de investidores registados na CMVM ou de ‘business angels’

Consórcio europeu lança curso online gratuito sobre inovação

O “Co-Innovation Journey for Startups and Corporates” inclui palestras, artigos informativos, questionários, discussões e atividades práticas. A Beta-i representa Portugal nesta iniciativa e criou ainda um ‘podcast’ para os tempos de crise.

Doinn, a startup que sente na pele a queda dos negócios do turismo e limpeza

“Estamos atentos às medidas de apoio anunciadas pelo Governo apesar de, até agora, não termos ficado impressionados com elas. Não nos adianta muito adiar as obrigações como IVA ou TSU para o segundo semestre se os respetivos pagamentos coincidirão com a época baixa”, disse ao Jornal Económico Weronika Figueiredo, cofundadora da empresa.
Comentários