Portuguesa Sword Health capta 4,6 milhões de dólares em investimento

A ronda seed contou com o investimento da Green Innovation, Vesalius Biocapital III e outros investidores da Europa e Estados Unidos.

Ler mais

A startup portuguesa Sword Health, responsável pela criação do primeiro terapeuta digital que combina sensores de movimento com inteligência artificial – Sword Phoenix, fechou um investimento seed no montante de 4,6 milhões de dólares (cerca de 3,7 milhões de euros).

O investimento, anunciado esta segunda-feira pela empresa, foi captado junto da Green Innovations, Vesalius Biocapital III e outros investidores da Europa e Estados Unidos, e terá como objetivos acelerar o desenvolvimento de novas terapias digitais e impulsionar o crescimento global da operação.

A Sword Health é uma plataforma tecnológica pioneira que representa uma nova abordagem à fisioterapia. Recorrendo à combinação de sensores de movimento de alta precisão com os mais recentes avanços tecnológicos na área da inteligência artificial, o principal produto da startup portuguesa, o Sword Phoenix, permite aos pacientes realizarem as suas sessões de fisioterapia no conforto de sua casa, com feedback em tempo real da sua performance e sempre monitorizados pela sua equipa clínica. Ao mesmo tempo, é uma solução que permite expandir a pegada terapêutica das equipas clínicas, permitindo-lhes tratar mais doentes, com resultados clínicos sólidos e reduzindo custos operacionais.

O Sword Phoenix reduz drasticamente o custo da fisioterapia para os fornecedores de serviços de saúde, ao mesmo tempo que disponibiliza o acesso à informação mais relevante relativa à performance do paciente e o aumento da eficiência operacional das equipas clínicas. Uma vez que os pacientes que usam o Sword Phoenix conseguem recuperar a partir das suas casas, têm acesso a uma terapia de qualidade e de alta intensidade, aumentando os níveis de envolvimento e compromisso dos pacientes com o seu processo de recuperação. Os ensaios clínicos realizados pela Sword Health demonstram que 93% dos pacientes que se reabilitaram com o Sword Phoenix apresentam uma melhoria na qualidade das suas capacidades motoras.

A tecnologia da Sword Health já está atualmente a ser utilizada por profissionais de saúde dos Estados Unidos, Canadá, Austrália, Noruega, Portugal, África do Sul México e Japão.

Virgílio Bento, fundador e CEO da Sword Health, afirma que “neste momento há uma falha na nossa capacidade enquanto sociedade desenvolvida de fornecer serviços de fisioterapia de alta qualidade e intensidade. O nosso terapeuta digital permite a democratização do acesso a uma fisioterapia de alta qualidade aos pacientes, no conforto de sua casa. Representa um novo paradigma que irá definir os próximo 50 anos da fisioterapia em todo o mundo”

Relacionadas

BuzzStreets lança campanha na Seedrs  

Criada pelo português João Fernandes, a tecnológica pretende captar, no mínimo, 510 mil euros para desenvolvimento do produto e vendas.

Luís Paulo Salvado: “Há uma competição pelo mesmo talento” com Google e Amazon

A entrada da Google e Amazon em Portugal aumenta a concorrência pelo mesmo talento.
Recomendadas

Startup Wegho vai contratar em Lisboa e no Porto

A startup, lançada apenas há um ano, conta com 20 colaboradores na rede de serviços e para cima de 3000 utilizadores registados.

Nors abre concurso internacional para startups com 10 mil euros de prémio

As inscrições para o concurso internacional de startups, promovido pelo grupo Nors Digital Disruptos, já está aberto. As candidaturas devem ser enviadas até ao dia 3 de oububro. A startup vencedora ganhará um prémio de 10 mil euros e ainda um ano de incubação.

TecMinho abre candidaturas para Laboratório de Ideias de Negócio

O programa de aceleração de ideias de negócio destina-se a todos os alunos, diplomados, docentes e investigadores do ensino superior. O período de candidaturas termina a 20 de outubro.
Comentários