TAP vai ter uma frota de 120 aviões

Cada avião novo da TAP significa, em média, 28 milhões de euros em contribuições e impostos, anualmente, à economia portuguesa, destacam os responsáveis da companhia aérea nacional.

Tiago Petinga/Lusa

A TAP vai ter uma frota de 120 aviões, depois de receber todos os aparelhos que encomendou à Airbus, garantiu hoje Antonoaldo Neves, CEO da companhia aérea nacional, durante a cerimónia de receção do 100º avião da empresa, que decorreu hoje, dia 20 de maio, na seda da empresa.

O responsável da TAP adiantou que os novos aviões recebidos pela TAP nos últimos meses permitiram um crescimento recorde nos Estados Unidos nos últimos anos.

De acordo com um comunicado da empresa, a TAP “foi a companhia europeia que mais cresceu nas rotas entre a Europa e os Estados Unidos nos últimos quatro anos”.

“Cada avião novo da TAP significa, em média, 28 milhões de euros em contribuições e impostos, anualmente, à economia portuguesa. E mais de 750 postos de trabalhos em Portugal”, sublinha o referido comunicado.
A TAP recebeu hoje mais um A330neo, o CS-TUI, batizado com o nome de D. Afonso Henriques.

“A renovação da frota da TAP, com 71 novos aviões previstos até 2025, é um dos pilares do Plano Estratégico dos novos acionistas, apresentado aquando da privatização em 2015 e aprovado pelo Estado Português. É nestes aviões de última geração, com mais oferta de lugares e menor custo, que assenta grande parte do processo de transformação e modernização da TAP”, salienta o comunicado em causa.

De acordo com esse documento, “os novos aviões permitiram abrir novas rotas e diversificar as fontes de receita da TAP”.

“A companhia continuou a crescer no Brasil, mercado onde mantém a liderança das ligações para a Europa, com um aumento de 22,8% de passageiros transportados entre 2015 e 2018, mas apostou em força no mercado do Atlântico Norte, onde o crescimento de passageiros transportados, entre 2015 e 2018, foi de 176,5%, acompanhando uma oferta de lugares que praticamente quadruplicou em quatro anos”, destaca o referido comunicado.

Os responsáveis da TAP, assinalam que a companhia aérea nacional foi a empresa do setor a nível europeu que mais cresceu nas rotas para os Estados Unidos, tendo passado a oferecer mais cerca de 245 mil lugares, face a 2015.

“A nova frota representa também um importante contributo para o país. Cada avião novo da TAP tem um forte contributo para o PIB nacional, uma vez que significa, em média, 28 milhões de euros em contribuições e impostos, anualmente, para a economia portuguesa, bem como, em média, mais de 750 postos de trabalhos gerados em Portugal”, revela o mesmo comunicado.

Além disso, a administração liderada por Antonoaldo Neves, explica que “o aumento de frota que a TAP está a fazer coloca a companhia, em apenas quatro anos, acima da média do crescimento das companhias aéreas europeias de referência: o crescimento da frota da TAP de 2015 a 2018 foi de 21%, enquanto as restantes companhias europeias cresceram, em média, 13%, de acordo com dados da Flight Global”.

O referido comunicado acrescenta que, quanto a passageiros transportados, “a TAP cresce também acima da média das restantes companhias europeias de referência: mais 39% de passageiros transportados entre 2015 e 2018, face a uma média de 19%, no mesmo período, nas restantes companhias europeias concorrentes”.

Até ao final deste ano, a TAP vai continuar a abrir novas rotas – Chicago, São Francisco e Washington serão as próximas já em Junho – e a trazer mais turistas a Portugal.

Em 2018, a TAP foi responsável por trazer quatro milhões de turistas a Portugal, que contribuíram com 5,5 mil milhões de euros para a economia nacional, assegura a companhia aérea nacional.

 

 

Ler mais
Relacionadas

TAP vai receber hoje 100º avião da frota

Ao longo deste ano de 2018, os responsáveis da TAP esperam receber 37 novos modelos de aviões Airbus, A320neo, A321neo, A321LR e A330neo.

TAP estreia novo Airbus A330-900neo na rota entre Lisboa e São Paulo

É a sexta aeronave do modelo Airbus A330-900neo que já está a operar na frota do longo curso da TAP Air Portugal. Até ao final de 2019, a companhia aérea portuguesa conta receber mais 19 aeronaves do mesmo modelo, no âmbito de um investimento no “processo de modernização e crescimento da sua frota”.
Recomendadas

Mais de 190 empresas públicas angolanas vão ser privatizadas

A privatização será via Bolsa de Valores, ainda a partir de 2019, para aumentar os níveis de eficiência, anunciou fonte do Ministério das Finanças de Angola.

Circulação do Jornal Económico dispara 70% até abril

A circulação total do Jornal Económico atingiu o valor mais elevado de sempre no segundo bimestre de 2019, com uma subida de 70% para uma média de 9.556 exemplares por edição, nos suportes em papel e digital, segundo os dados hoje divulgados pela Associação Portuguesa de Controlo de Tiragem e Circulação (APCT). Obrigado pela sua preferência!

Igreja quer transformar antigos seminários em residências universitárias

Segundo o secretário de Estado do Ensino Superior, o objetivo é dar resposta “imediata e robusta, logo no início do próximo ano letivo”, revelando a impossibilidade de ter 12 mil camas novas já em setembro.
Comentários