Taxa de desemprego desce para 7% em 2018

Segundo o Instituto Nacional de Estatística, o desemprego caiu para mínimos de 2004. Em relação ao quarto e último trimestre de 2018, manteve-se nos 6,7%, igual ao anterior.

A taxa de desemprego desceu para 7% em 2018, o que representa uma diminuição de 1,9 pontos percentuais (p.p) face ao ano anterior, segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta quarta-feira, 6 de fevereiro. Dos jovens dos 15 aos 34 anos residentes em Portugal, 9,9% não tinham emprego nem estavam a estudar ou em formação (218,2 mil), menos 33,1 mil quando comparado com o ano anterior.

Especificamente no quarto e último trimestre do ano passado, o desemprego manteve-se nos 6,7%, percentagem igual à registada no trimestre anterior mas inferior à do período homólogo. Nos últimos três meses de 2018, a taxa de desemprego foi superior à média nacional na Madeira (8,9%), nos Açores (8,5%), no Algarve (7,8%) e no Alentejo (7,7%). Por outro lado, a zona Centro destacou-se por ter a menor taxa do país (5,7%), enquanto o Norte e Lisboa acompanharam a média de 6,7% de Portugal.

“No ano de 2018, a população empregada foi estimada em 4 866,7 mil pessoas e aumentou 2,3% em relação bao ano anterior (110,1 mil), prolongando o ciclo de aumentos iniciado em 201. (…). Já a taxa de desemprego de jovens (15 a 24 anos) diminuiu 3,6 p.p. e a proporção de desempregados à procura de emprego há 12 e mais meses (longa duração) diminuiu 6,3 p.p.”, pode ler-se no mais recente relatório sobre as “Estatísticas do Emprego”.

Na estimativa divulgada pelo INE no final de janeiro, o instituto anteveio que a taxa de desemprego se tinha fixado nos 6,7% em dezembro de 2018 e que a população empregada correspondia a 4.837 mil pessoas em dezembro de 2018, mais 13,8 mil do que novembro e mais 66,1 mil do que em dezembro de 2017.

A 31 de dezembro o Eurostat revelou que Portugal teve o maior recuo mensal do desemprego jovem (com menos de 25 anos) entre os Estados-membros da União Europeia em dezembro, nos 17,6% (menos do que os 22,3% homólogos e do que os 19,3% de novembro). Na zona euro, o desemprego jovem fixou-se nos 16,6%, estável face a novembro e abaixo dos 17,8% de dezembro de 2017. No bloco europeu, o indicador recuou, na comparação homóloga, dos 16,1% para os 14,9%, valor estável face a novembro. Com Lusa

Desemprego em queda: um dos trunfos de Centeno

Notícia atualizada às 11h36

Ler mais
Relacionadas

Portugal com maior recuo mensal do desemprego jovem em dezembro

Portugal teve o maior recuo mensal entre os Estados-membros da taxa de desemprego jovem em dezembro de 2018, para os 17,6%, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat.

Taxa de desemprego inverte tendência e sobe para 6,7%

O Instituto Nacional de Estatística reviu esta quarta-feira para mais 0,1 pontos percentuais a taxa de desemprego de novembro de 2018, que se previa de 6,6%. Em dezembro, o organismo estima que se mantenha estável face ao mês anterior.
Recomendadas

Duarte Lima já deu entrada na prisão para cumprir sentença de três anos e meio

Duarte Lima está acusado no Brasil pelo homicídio a 07 de dezembro de 2009 de Rosalina Ribeiro, companheira do milionário português já falecido Lúcio Tomé Feteira.

Centeno diz que 72% dos precários tiveram ‘luz verde’ para ingressar no Estado

O ministro das Finanças, Mário Centeno, disse esta sexta-feira no parlamento que 72% dos trabalhadores que recorreram ao programa de regularização extraordinária dos vínculos precários do Estado (PREVPAP) tiveram parecer favorável, recusando que haja atrasos no processo.

Governo de Costa já fez 3.282 nomeações em três anos e meio

O Governo efetuou 3.282 nomeações, com 2.342 para os ministérios e 940 para altos cargos na administração pública.
Comentários