Taxas Euribor sobem a três, seis, nove e 12 meses

As taxas Euribor subiram esta quinta-feira 0,001 pontos a três, seis, nove e 12 meses em relação a quarta-feira.

Konstantin Chernichkin/Reuters

As taxas Euribor subiram esta quinta-feira 0,001 pontos a três, seis, nove e 12 meses em relação a quarta-feira.

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de abril de 2015, subiu hoje para -0,317%, mais 0,001 pontos e contra o atual mínimo de sempre, de -0,332%, registado pela primeira vez em 10 de abril de 2017.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno negativo pela primeira vez em 06 de novembro de 2015, avançou hoje ao ser fixada em -0,265%, mais 0,001 pontos e contra o atual mínimo de sempre, de -0,279%, registado pela primeira vez em 31 de janeiro de 2018.

A nove meses, a Euribor também subiu hoje ao ser fixada em -0,205%, mais 0,001 pontos e contra o atual mínimo de sempre de -0,224%, registado pela primeira vez em 27 de outubro de 2017.

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor, que desceu para valores abaixo de zero pela primeira vez em 05 de fevereiro de 2015, subiu hoje, tendo sido fixada em -0,155%, mais 0,001 pontos e contra o atual mínimo de sempre, de -0,194%, atingido pela primeira vez em 18 de dezembro de 2017.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

Ler mais
Recomendadas

FPF ‘rasga’ acordo polémico com a RTP

Memorando entre Federação Portuguesa de Futebol e RTP era contestado pela Comissão de Trabalhadores da estação pública de rádio e televisão.

Já escolheu uma entidade para ‘doar’ 0,5% do seu IRS? Há 4 mil candidatos

Contribuintes com direito ao IRS automático deverão indicar até 31 de março qual a entidade ou instituição particular de solidariedade social que pretendem ajudar.

Uma centena de bombeiros e cinco meios aéreos combatem fogo florestal em Castro Daire

O incêndio florestal deflagrou ao início da tarde de hoje no distrito de Viseu.
Comentários