Tem recibos verdes? Simule aqui quanto vai descontar com o novo regime

Novo regime contributivo dos recibos verdes, que irá começar a produzir efeitos a partir de janeiro do próximo ano, vai abranger cerca de 300 mil trabalhadores independentes. Este simulador permite saber quanto vai descontar.

Já está disponível no site da Ordem dos Contabilistas Certificados um simulador para cálculo da base de incidência contributiva para a Segurança Social dos trabalhadores independentes, “previsto nos artigos 132.º e seguintes do Código dos Regimes Contributivos do Sistema de Previdência Social (CRC) face às alterações significativas introduzidas neste regime”.

Faça aqui a simulação.

De acordo com a Ordem dos Contabilistas Certificados, este simulador será de grande valia tanto para os contabilistas certificados como para o público em geral.

O ministro do Trabalho, José Vieira da Silva, reafirmou esta segunda-feira que o novo regime contributivo dos recibos verdes, que irá começar a produzir efeitos a partir de janeiro do próximo ano, vai abranger cerca de 300 mil trabalhadores independentes.

“Poderemos atingir valores à volta dos 300 mil trabalhadores cobertos por este novo sistema”, disse o governante, à margem de uma conferência sobre o novo regime contributivo dos trabalhadores independentes, promovida pela Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC), em Lisboa.

Vieira da Silva sublinhou, porém, que “existe uma dimensão de fuga às contribuições por não declaração por ausência do sistema” e uma outra de “pessoas que legalmente se situavam em patamares muito baixos de contribuição e tinham uma proteção social mínima” que não é possível estimar.

Questionado sobre se os trabalhadores independentes vão passar a descontar mais com o novo regime, o ministro disse ter a expectativa de que a contribuição “não se altere significativamente” para quem já desconta sobre aquilo que recebe.

Mas, “para as pessoas que fugiam para o mínimo de contribuição, agora se quiserem ter uma proteção mais sólida, vão contribuir um pouco mais”, adiantou, acrescentando que também terão “a vantagem de ter uma taxa mais baixa”.

Ler mais
Recomendadas

As cidades com os táxis mais caros (e mais baratos) do mundo

O Deutsche Bank fez uma pesquisa onde elenca 55 cidades e os respetivos preços médios para utilizar o táxi. Lisboa está em 34.º lugar de uma lista que coloca Zurique no primeiro lugar e Amesterdão em segundo.

Conheça os países mais baratos para beber cerveja. Portugal está na lista

Num relatório publicado esta semana, o Deutsche Bank revelou os resultados de uma análise aos preços das imperiais nas capitais e principais cidades de dezenas de países em todo o mundo.

Obrigatório a partir de 2022: carros novos vão ter sistema que ‘bloqueia’ condutores alcoolizados

A União Europeia já estabeleceu o calendário para a implementação progressiva de sistemas de segurança obrigatórios nos novos modelos de automóveis. Já em 2022, por exemplo, os testes do balão ao álcool vão acabar, porque os veículos vão passar a ter um alcoolímetro incorporado. Mas há mais novidades.
Comentários