Tem uma IPSS? Já se pode candidatar a auditoria energética gratuita

Até 15 de dezembro as candidaturas estão abertas para estas instituições receberem este tipo de auditoria que vai determinar quais as medidas de racionalização do uso de energia mais adequadas a cada instituição.

Estão abertas as candidaturas para as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) receberem de forma gratuita uma auditoria energética, que pretende determinar quais as medidas de racionalização do uso de energia mais adequadas a cada instituição, segundo um comunicado conjunto divulgado esta terça-feira, 27 de novembro pela associação ambientalista Quercus e pela EDP.

No total vão ser eleitas para a realização destas auditorias 40 IPSS de todos os distritos de Portugal Continental, estando estas ações enquadradas na medida ‘Auditorias Energéticas a IPSS’, promovida pela EDP Comercial, em parceria com a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza.

As inscrições estão abertas até ao próximo dia 15 de dezembro, onde as IPSS candidatas e escolhidas vão receber nas suas instalações esta auditoria, cujos resultados serão comunicados posteriormente e de forma individual a cada uma das instituições, juntamente com a realização de uma sessão de sensibilização para toda a comunidade.

As medidas em causa podem ir de uma simples alteração na gestão energética quotidiana à contratação de um tarifário de fornecimento de eletricidade mais adequado. Após a divulgação dos resultados caberá a cada IPSS a decisão de implementar as medidas sugeridas, estando a implementação das soluções fora do âmbito desta iniciativa.

Recomendadas

Siga estas dicas para aumentar a vida da bateria dos seus equipamentos

Um uso intensivo, num ambiente quente, também não é recomendável, pois a bateria pode sobreaquecer e provocar uma descarga mais rápida ou até mesmo danificar o equipamento.

Vai à Web Summit? Pode deixar moedas e notas em casa

A SIBS e a empresa-mãe da Web Summit renovaram a parceria pelo terceiro ano consecutivo.

Taxas Euribor caem a três e seis meses e sobem a 12 meses

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, desceu hoje para -0,365%. A Euribor a três meses também caiu, ao ser fixada em -0,398%.
Comentários