Temperaturas chegam aos 30º este fim de semana

A capital portuguesa vai registar 31º de máxima no sábado e domingo. Na zona do Alentejo, as temperaturas vão variar entre os 32º e 33º.

Este fim de semana promete calor para quem vive na região de Lisboa, Alentejo e Minho. A capital portuguesa vai registar uma temperatura máxima de 31º este sábado e domingo, com uma mínima de 18º, de acordo com os dados disponibilizados pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Na zona do Alentejo as temperaturas máxima svão variar entre os 32º e 33º, cenário idêntico na cidade de Braga, Castelo Branco e Portalegre. Quanto à cidade do Porto irá registar 24º de máxima no sábado e 23º no domingo, com mínimas a rondar os 15º e 14º, respetivamente.

No Algarve, a cidade de Faro não irá além dos 27º de máxima e dos 21º de mínima. De um modo geral, a região Norte do país pode esperar para este fim de semana “céu pouco nublado ou limpo, apresentando temporariamente mais nebulosidade na faixa costeira durante a manhã e no interior durante a tarde, existindo a possibilidade de neblina ou nevoeiro matinal”.

Já para quem vive nas regiões do Interior Centro e Sul, podem vir a ter um aumento da nebulosidade nas regiões em especial durante a tarde, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada, segundo a informação apurada pelos meteorologistas do IPMA.

Ler mais
Recomendadas

Fim de semana traz chuva e vento

As terras altas (acima de 1.600 metros) das regiões Norte e Centro poderão contar com queda de neve, de acordo com a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Fiji alertam Austrália para impacto das alterações climáticas

O primeiro-ministro das ilhas Fiji, Frank Bainimarama, advertiu esta sexta-feira o homólogo australiano, Scott Morrison, que as alterações climáticas representam uma “enorme ameaça” ao país e às ilhas do Pacífico.

Nova dieta global pode preservar o planeta e salvar 10 milhões de vidas

Se a nova dieta for adotada globalmente, entre 10,9 a 11,6 milhões de mortes prematuras poderão ser evitadas a cada ano – o que equivale entre 19% a 23,6% das mortes entre adultos. Uma redução no sódio e um aumento nos grãos integrais, nozes, vegetais e frutas contribuirão para a prevenção de mortes, de acordo com um dos modelos do relatório.
Comentários