Teodora Cardoso: “Não podemos pensar em reduzir impostos”

Em entrevista à ‘Antena 1’ e ao ‘Jornal de Negócios’, Teodora Cardoso disse: “penso que no estado em que estão as coisas, não podemos pensar muito em reduzir impostos”.

A presidente do Conselho Superior de Finanças Públicas considera que não há margem para reduzir os impostos no âmbito da discussão e aprovação do Orçamento do Estado para 2019.

Em entrevista à ‘Antena 1’ e ao ‘Jornal de Negócios’, Teodora Cardoso disse: “penso que no estado em que estão as coisas, não podemos pensar muito em reduzir impostos”.

No entanto, esta responsável admitiu que “é muito difícil nós conseguirmos um Governo que resista à tentação de mexer em qualquer imposto, ou para subir ou para descer”.

Teodora Cardoso mostrou-se confiante que o Orçamento do Estado para 2019 vai ser aprovado.

No seu entender, a proposta final do documento irá “reduzir o défice, vai manter, basicamente, a linha dos últimos anos”.

Apesar de estar confiante na aprovação do Orçamento do Estado, Teodora Cardoso prevê, no entanto que o processo “vai ter imenso teatro na discussão, todos os partidos vão ter de mostrar que não estão de acordo com uma série de coisas, mas, no fim de contas, vão acordar aquilo que é essencial”.

Sobre o ministro das Finanças, a presidente do Conselho Superior de Finanças Públicas, que já foi muito crítica de Mário Centeno, parece ter mudado de opinião: “está a ser um bom ministro das Finanças no sentido de que está a fazer o que pode”.

O organismo liderado por Teodora Cardoso reviu esta semana em baixa as previsões de défice para este ano, para 0,5% do PIB – Produto Interno Bruto, mantendo previsões mais otimistas que o próprio Governo, que estima o défice para 2018 em 0,7% do PIB.

 

 

Ler mais
Recomendadas

Manuel Pinho volta à comissão de inquérito de Energia a 20 de dezembro

O antigo governante propôs as datas de 18, 19 e 20 de dezembro e a comissão parlamentar de inquérito às rendas excessivas da energia escolheu a última.

“Bolachas Ronaldo”. Café português no Reino Unido envolto em polémica

Relação das bolachas ao alegado caso de violação que envolve, nos Estados Unidos, o futebolista português Cristiano Ronaldo desencadeou uma série de comentários negativos.

António Costa sobre OE2019: “Reduz défice, dívida e aumenta investimento público”

Primeiro-ministro apresentou o OE2019 aos deputados socialistas e não poupou elogios ao documento: “este Orçamento melhora a vida dos portugueses”.
Comentários