Teodora Cardoso: “Não podemos pensar em reduzir impostos”

Em entrevista à ‘Antena 1’ e ao ‘Jornal de Negócios’, Teodora Cardoso disse: “penso que no estado em que estão as coisas, não podemos pensar muito em reduzir impostos”.

Teodora Cardoso, presidente do Conselho de Finanças Públicas

A presidente do Conselho Superior de Finanças Públicas considera que não há margem para reduzir os impostos no âmbito da discussão e aprovação do Orçamento do Estado para 2019.

Em entrevista à ‘Antena 1’ e ao ‘Jornal de Negócios’, Teodora Cardoso disse: “penso que no estado em que estão as coisas, não podemos pensar muito em reduzir impostos”.

No entanto, esta responsável admitiu que “é muito difícil nós conseguirmos um Governo que resista à tentação de mexer em qualquer imposto, ou para subir ou para descer”.

Teodora Cardoso mostrou-se confiante que o Orçamento do Estado para 2019 vai ser aprovado.

No seu entender, a proposta final do documento irá “reduzir o défice, vai manter, basicamente, a linha dos últimos anos”.

Apesar de estar confiante na aprovação do Orçamento do Estado, Teodora Cardoso prevê, no entanto que o processo “vai ter imenso teatro na discussão, todos os partidos vão ter de mostrar que não estão de acordo com uma série de coisas, mas, no fim de contas, vão acordar aquilo que é essencial”.

Sobre o ministro das Finanças, a presidente do Conselho Superior de Finanças Públicas, que já foi muito crítica de Mário Centeno, parece ter mudado de opinião: “está a ser um bom ministro das Finanças no sentido de que está a fazer o que pode”.

O organismo liderado por Teodora Cardoso reviu esta semana em baixa as previsões de défice para este ano, para 0,5% do PIB – Produto Interno Bruto, mantendo previsões mais otimistas que o próprio Governo, que estima o défice para 2018 em 0,7% do PIB.

 

 

Ler mais
Recomendadas

As cidades com os táxis mais caros (e mais baratos) do mundo

O Deutsche Bank fez uma pesquisa onde elenca 55 cidades e os respetivos preços médios para utilizar o táxi. Lisboa está em 34.º lugar de uma lista que coloca Zurique no primeiro lugar e Amesterdão em segundo.

Conheça os países mais baratos para beber cerveja. Portugal está na lista

Num relatório publicado esta semana, o Deutsche Bank revelou os resultados de uma análise aos preços das imperiais nas capitais e principais cidades de dezenas de países em todo o mundo.

Preços de Transferência: Qual o papel dos prestadores de serviços na ajuda às multinacionais

Criação de valor com os preços de transferência está na ordem do dia. As empresas que querem vir a internacionalizar não podem descurar esta dinâmica. As consultoras estão atentas a esta matéria fiscal com o objetivo de obterem os melhores resultados para os clientes.
Comentários