Tesouro vai leiloar até mil milhões de euros em dívida de curto prazo na quarta-feira

Segundo o calendário de financiamento do IGCP, este será o penúltimo leilão de BT no terceiro trimestre do ano. Na última colocação de dívida com as mesmas maturidades, o Tesouro português emitiu 1.250 milhões de euros com juros negativos.

D.R.

A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública – IGCP vai realizar uma nova emissão de dívida de curto prazo na próxima quarta-feira. O Tesouro anunciou, esta sexta-feira em comunicado, que o montante indicativo é de 750 milhões a mil milhões de euros em Bilhetes do Tesouro (BT) a três e 11 meses.

“O IGCP, E.P.E. vai realizar no próximo dia 15 de agosto pelas 10h30 horas dois leilões das linhas de BT com maturidades em 16 de novembro de 2018 e 19 de julho de 2019, com um montante indicativo global entre 750 milhões de euros e 1.000 milhões de euros”, anunciou o IGCP.

Segundo o calendário de financiamento do IGCP, este será o penúltimo leilão de BT no terceiro trimestre do ano já que a agência tem ainda outro marcado para setembro.

No último leilão de dívida com as mesmas maturidades, o Tesouro português emitiu 1.250 milhões de euros em dívida de curto prazo tendo pago juros negativos, apesar de as taxas de colocação terem seguido sentidos contrários.

No caso das BT com prazo a 11 meses, o IGCP emitiu 950 milhões de euros, com uma taxa de juro nos -0,29% e uma procura 2,08 vezes acima da oferta. Já nas BT a três meses, a entidade liderada por Cristina Casalinho colocou 300 milhões de euros, tendo pago -0,399% e registado uma procura 2,93 vezes superior à oferta.

Relacionadas

Estado português emitiu 5,3 mil milhões de euros em títulos no primeiro semestre

A emissão de dívida e ações a partir de Portugal ascendeu a sete mil milhões de euros no primeiro semestre, segundo dados do Banco de Portugal. Mais de 75% foram colocados pelas administrações públicas.

BCE comprou 638 milhões de euros em dívida portuguesa em julho

Montante representa a segunda subida mensal consecutiva. O BCE poderá ter aumentado a compra de dívida em junho e julho para precaver a menor liquidez no mercado em agosto.

Dívida pública cai 3,6 mil milhões de euros em junho

O Banco de Portugal divulgou esta quarta-feira que a dívida pública tombou para os 247 mil milhões de euros, depois de ter registado um valor recorde em maio.
Recomendadas

Wall Street encerra em alta com a China a poder aumentar importações americanas no valor de 1 trilião de dólares.

A China poderá aumentar as importações de produtos norte-americanos que, no total, valem mais de 1 bilião de dólares, o que reduziria o déficit comercial que os EUA têm no comércio com os chineses.

Axesor Rating avalia Portugal em BBB com tendência estável

Agência espanhola explicou que a classificação reflete a “solidez da procura interna” e a “reativação dos investimentos públicos no contexto do Plano Portugal 2020”.

Bolsas da Europa fecham semana no verde. Só o BCP fechou em queda no PSI20

Mais uma vez, as boas notícias sobre os progressos das conversações entre a China e os EUA, em matéria de relações comerciais, favoreceram o sentimento dos investidores nesta última sessão da semana.
Comentários