Todas as regiões do país com risco muito elevado de radiação ultravioleta

Para as regiões com risco muito elevado e elevado, o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exposição das crianças ao sol.

Ler mais

Todas as regiões do continente, Açores e Madeira apresentam hoje um risco muito elevado e elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Todas as regiões do país estão com risco muito elevado de exposição à radiação UV, com exceção de Braga, Viana do Castelo e o arquipélago da Madeira, que estão com níveis elevados.

Para as regiões com risco muito elevado e elevado, o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exposição das crianças ao sol.

Os índices UV variam entre 1 e 2, em que o UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo).

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade a partir da tarde e em especial nas regiões do interior, possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada a partir da tarde nas regiões do interior, em especial do Norte e Centro.

Está também previsto vento fraco a moderado do quadrante leste, rodando para o quadrante oeste a partir da tarde, e soprando moderado de nordeste nas terras altas até meio da manhã e para o final do dia.

A previsão aponta ainda para a possibilidade de neblina ou nevoeiro matinal no litoral Centro, pequena subida da temperatura mínima e descida da máxima na região Sul.

As temperaturas mínimas vão oscilar entre os 10 graus Celsius (em Bragança e na Guarda) e os 17 (em Lisboa e Portalegre) e as máximas entre os 22 (na Guarda) e os 29 (em Coimbra e Braga).

Na Madeira prevê-se céu geralmente muito nublado, com abertas nas vertentes sul da ilha, aguaceiros fracos, mais prováveis nas vertentes norte e nas zonas montanhosas e vento moderado de norte, soprando forte e com rajadas até 65 quilómetros por hora nas zonas montanhosas e no extremo leste até ao início da tarde.

No Funchal as temperaturas vão variar entre 16 e 21 graus.

No grupo ocidental dos Açores (Corvo e Flores) prevê-se céu geralmente pouco nublado e vento oeste bonançoso.

No grupo central (S. Jorge, Terceira, Graciosa, Pico e Faial) prevê-se períodos de céu muito nublado com boas abertas e vento fraco a bonançoso de noroeste.

O IPMA prevê para hoje no grupo oriental (São Miguel e Santa Maria) períodos de céu muito nublado com boas abertas, possibilidade de aguaceiros fracos durante a madrugada e manhã e vento norte bonançoso a moderado, rodando para nordeste.

Em Santa Cruz das Flores as temperaturas vão variar entre 14 e os 23, na Horta entre os 14 e os 22, em Angra do Heroísmo entre 13 e os 22 e em Ponta Delgada entre os 13 e os 21 graus.

Relacionadas

Temperaturas descem até 5 graus a partir de sexta-feira

Para hoje está previsto um dia de céu pouco nublado ou limpo com alguma nebulosidade, mas apenas limitada ao Cabo Raso e Mondego e a dissipar, disse a meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.
Recomendadas

Incêndios: Vinte concelhos de sete distritos em risco máximo

Vinte concelhos dos distritos de Portalegre, Castelo Branco, Santarém, Leiria, Guarda, Bragança e Faro apresentam quinta-feira um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Rio de Janeiro multa bares e restaurantes que oferecem palhinhas de plástico

As autoridades do Rio de Janeiro começaram hoje a multar os cafés, restaurantes e bares de praia da emblemática cidade brasileira que oferecem palhinhas de plástico aos clientes. ”Estamos na vanguarda de uma grande luta em defesa do meio ambiente”.

Sismo de 2,7 na escala de Richter sentido na Terceira

De acordo com o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, o ‘abanão’ foi “sentido em Angra do Heroísmo” e o CIVISA “continua a acompanhar o evoluir da situação, emitindo novos comunicados caso necessário”.
Comentários