Trump anuncia novo secretário de Justiça e embaixadora dos EUA na ONU

Os escolhidos são o republicano William Barr, de 68 anos, para Secretário de Estado da Justiça e Heather Nauert, uma ex-jornalista da Fox News que tem 48 anos, para embaixadora dos Estados Unidos na ONU.

Os escolhidos são o republicano William Barr, de 68 anos, para Secretário de Estado da Justiça e Heather Nauert, uma ex-jornalista da Fox News que tem 48 anos, para embaixadora dos Estados Unidos na ONU.

Os nomes anunciados pelo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ainda precisam de ser aprovadas pelo Senado.

Aos jornalistas, numa conferência de imprensa na Casa Branca, Donald Trump confirmou esta sexta-feira a nomeação de Heather Nauert para o cargo de embaixadora dos Estados Unidos nas Nações Unidas.

A ex-jornalista norte-americana — foi correspondente da ABC News e apresentadora de notícias na Fox News (Fox & Friends) ocupa, desde abril de 2017, o cargo de porta-voz do Departamento de Estado. A ex-jornalista não tem experiência política, segundo a Reuters, mas é tida como leal a Donald Trump com quem se reuniu no final de outubro. Desde esse encontro que o nome de Heather Nauert começou a ser apontado para o cargo.

Heather Nauert irá ocupar o cargo de embaixadora nas Nações Unidas substituindo Nikki Haley, que renunciou em outubro, após ocupar o cargo durante 18 meses.

Já no caso de William Barr, a nomeação foi anunciada esta sexta-feira, numa declaração aos jornalistas no exterior da Casa Branca.

Trata-se de o lugar de topo do departamento de Justiça dos Estados Unidos e que estava atualmente a cargo de Matthew Whitaker, depois de Jeff Sessions ter sido despedido a 7 de novembro.

O Procurador-Geral dos Estados Unidos tem nas mãos, entre outros assuntos, a responsabilidade da investigação sobre a potencial ingerência da Rússia na campanha presidencial de Trump, em 2016.

William Barr já tinha ocupado o cargo entre 1991 e 1993, durante a Administração de George H. W. Bush.

Ler mais
Recomendadas

Dados oficiais elevam para 207 número de mortos no Sri Lanka

A oitava e última explosão, até ao momento, teve lugar num complexo de vivendas na zona de Dermatagoda.

Oito explosões elevam para 187 o número de mortos no Sri Lanka

Após as oito explosões, o Governo decretou o Estado de Emergência e a polícia impôs o recolher obrigatório com efeito imediato perante o perigo de novos ataques.

Português entre os 156 mortos numa série de explosões no Sri Lanka

As explosões ocorreram “quase em simultâneo”, pelas 08:45 (03:15 em Portugal), de acordo com fontes policiais citadas por agências internacionais.
Comentários