Trump é o líder mundial mais seguido no Twitter, diz estudo

O Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, é o líder mundial mais seguido na rede social ‘Twitter’, à frente do Papa Francisco e do primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, de acordo com um estudo realizado.

Ler mais

Com 52 milhões de subscritores, “Donald Trump tornou-se no líder mundial mais seguido no ‘Twitter’ em outubro de 2017, altura em que ultrapassou o Papa Francisco, o segundo líder mais visualizado, com 47 milhões de seguidores, nas contas que tem em nove línguas”, explica o estudo anual “Twitplomacy”, da empresa Burson Chon & Wolfe (BCW).

“O primeiro-ministro indiano ocupa a terceira e quarta posições, com 42 milhões de subscritores na conta pessoal e 26 milhões na institucional”, afirma a BCW.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, é a líder europeia com mais seguidores, com cinco milhões de pessoas a prestar atenção à página da governante, seguida pelo primeiro-ministro de França, Emmanuel Macron, com três milhões de subscritores.

A rainha da Jordânia, Rania al Yassin, é a líder mais seguida nos países árabes (dez milhões de seguidores), à frente do vice-presidente e primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos, Sheikh Mohammed bin Rashid Al Maktoum (nove milhões), e do rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz Al Saud (seis milhões).

O estudo também revela que os governantes sul-americanos são “de longe os mais ativos” no ‘Twitter’.

No total há 187 chefes de estado, de governo ou ministros com presença no ‘Twitter’, valor “que representa 97% dos 193 estados-membros das Nações Unidas”, vinca a BCW.

Apenas os governos de Laos, Mauritânia, Nicarágua, Coreia do Norte, Turquemenistão e Suazilândia não têm representação oficial na rede social.

Recomendadas

Ex-presidente do Fundo Soberano de Angola vai a tribunal responder pela transferência ilícita de 500 milhões de dólares

O processo envolve o ex-presidente do Conselho de Administração do Fundo Soberano de Angola, José Filomeno dos Santos, e já foi remetido para o tribunal, lembrou o vice-procurador-geral da República angolano, Mota Liz.

Cimeira em Pyongyang “consolida passos” no sentido da desnuclearização, realça Governo português

Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) português identifica determinação de ambas as partes em mitigar a tensão entre as duas Coreias.

Isabel dos Santos processa João Lourenço

Em causa estará a perda de construção do Porto da Barra do Dande. A obra envolvia um investimento de 1,5 mil milhões de dólares através da parceria entre investidores angolanos e estrangeiros.
Comentários