Turquia arrasta Wall Street para o ‘vermelho’. Banca e tecnologia lideram perdas

O efeito da situação na Turquia para a banca é uma das preocupações. A maior queda no setor foi, no entanto, do Citigroup, que tombou 2,4% para 70,26 dólares, penalizado pela multa de 8,6 milhões anunciada pela Fed. .

Reuters

Wall Street fechou a semana em terreno negativo, numa sessão de cautela por parte dos investidores devido à situação na Turquia. A desvalorização de 18% da lira e o anúncio de novas tarifas aduaneiras por parte dos EUA levaram a preocupações que os problemas da economia da Turquia resulte numa cisão profunda com os Estados Unidos e numa desaceleração a nível global.

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou esta sexta-feira que vai impor tarifas aduaneiros de 20% à importação de alumínio da Turquia e de 50% ao aço. “As nossas relações com a Turquia não estão boas neste momento!”, escreveu Trump no Twitter.

No mercado cambial, a lira turca desvalorizou 18% contra o dólar. Em sentido contrário, o dólar valorizou para máximos de 13 meses contra uma cesta de moedas, impulsionado também pelo aumento das tensões comerciais com a Rússia e pela fuga ao risco dos investidores.

Investidores procuram refúgio no dólar

A divisa norte-americana apreciou-se 1,08% contra o euro para 1,1403 dólares e 0,43% contra a libra para 1,2769 dólares. Já face à par japonesa, o dólar desvalorizou 0,23% para 110,82 ienes. A yield das Treasuries a 10 anos recuaram 5,26 pontos base para 2,8732%.

Os investidores procuraram refúgio no dólar, o que foi “um movimento clássico de fuga ao risco”, segundo explicou Quincy Krosby, estrategista-chefe de mercado da Prudential Financial, em declarações à agência Reuters. “Há preocupações com os danos colaterais. Há preocupação com os efeitos para a Europa. Os bancos estão a perder porque o Tesouro dos EUA de 10 anos caiu”, afirmou.

O índice industrial Dow Jones fechou com uma perda de 0,77% para 25.313,14 pontos, enquanto o financeiro S&P 500 recuou 0,70% para 2.833,51 pontos e o tecnológico Nasdaq perdeu 0,67% para 7.839,10 pontos.

Citigroup tomba após multa da Fed

O efeito da situação na Turquia para a banca, com a diminuição do lucro com dívida norte-americana e com a exposição à lira turca, é uma das preocupações. O JPMorgan perdeu 0,98% para 115,73 dólares por ação, o Wells Fargo 0,67% para 58,05 dólares e o Bank of America 1,55% para 31,19 dólares.

A maior queda foi, no entanto, do Citigroup, que tombou 2,4% para 70,26 dólares, penalizado também pela multa de 8,6 milhões por práticas inadequadas no crédito à habitação, anunciada esta sexta-feira pela Reserva Federal dos EUA.

A tecnologia também foi penalizada, depois de o banco de investimento Goldman Sachs ter passado a recomendação sobre as ações da Intel para ‘vender’, levando a empresa a fechar com uma perda de 2,57% para 48,85 dólares. A Microchip Technology tombou 10,88% para 87,41 dólares após ter apresentado resultados abaixo da expetativa do mercado.