Uber investe dois milhões de euros para formar motoristas

Com a entrada em vigor da nova lei, os motoristas são obrigados a ter formação obrigatória para poderem inscrever-se junto do Instituto da Mobilidade e dos Transportes para poderem exercer a profissão. Atualmente, os serviços da Uber cobrem as áreas metropolitanas de Lisboa e Porto e, ainda, a região do Algarve e as cidade de Braga e Guimarães.

A Uber firmou parceria com a Prevenção Rodoviária Portuguesa, o Automóvel Clube de Portugal e a Segurança Máxima, cujos centros de formação vão ensinar os motoristas da operadora de transporte semi-privado no âmbito da nova lei que regulamenta o transporte de veículos descaracterizados (TVDE), de acordo com a empresa norte-americana, presente em Portugal desde julho de 2014. O investimento nestas parcerias pode ascender aos dois milhões de euros.

Com a entrada em vigor da nova Lei da TVDE, os motoristas de empresas como a Uber são obrigados a ter formação obrigatória para poderem inscrever-se junto do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) e, assim, poderem exercer a profissão. Os motoristas terão de completar a sua formação e submeter a nova licença de motorista TVDE até ao dia 28 de fevereiro de 2019.

“Estamos muito satisfeitos em estabelecer parcerias com três das melhores entidades de formação rodoviária no país. O principal impacto destas parcerias será na comunidade de mais de 6.500 motoristas em Portugal que vai poder optar por ter acesso de forma conveniente a um programa de formação em condições vantajosas. ”, afirmou fonte oficial da Uber, citada em comunicado.

Atualmente, os serviços da Uber cobrem as áreas metropolitanas de Lisboa e Porto e, ainda, a região do Algarve e as cidade de Braga e Guimarães.

Relacionadas

Respostas Rápidas: ‘Lei Uber’ chega amanhã. O que vai mudar?

O que muda com a entrada em vigor da designada “Lei Uber’ que tanta polémica gerou e que foi tão contestada pelos taxistas.

“Agora sim, vamos ter um setor a funcionar”. Governo confiante na ‘Lei Uber’

Em Portugal operam atualmente quatro destas plataformas internacionais, que ligam motoristas de veículos descaracterizados e utilizadores, através de uma aplicação ‘online’ descarregada para o telemóvel. A partir de amanhã, entra em vigor o regime jurídico.
Recomendadas

Calçado vegan? Sim, também já há

Uma empresa da Póvoa de Lanhoso considera que nem mesmo uma indústria tradicional como o calçado precisa de recorrer a produtos que, do ponte de vista da sustentabilidade, não fazem sentido.

Crédito Agrícola elege nova administração a 25 de maio

A Caixa Central de Crédito Agrícola é responsável pela coordenação e supervisão das 80 Caixas de Crédito Agrícola Mútuo e é liderada por Licínio Pina desde 2013, há dois mandatos. O gestor trabalha no banco há mais de 30 anos.

Empresas começam projetos de inovação mas não conseguem acabar mais de metade

O excesso de projetos, a falta de liderança e a ausência de processos estão a bloquear o desenvolvimento das organizações mundiais, segundo o estudo “Having a successful innovation agenda”, elaborado pela multinacional Oracle.
Comentários