Vale do Lobo: Caixa deixa de ser acionista e BCP refinancia dívida

O banco presidido por Paulo Macedo vendeu os títulos que possuía na holding desde 2006 (o valor não é conhecido) ao fundo gerido pela sociedade de capital de risco ECS.

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vendeu a participação de 24% que detinha, através da Wolfpart, no empreendimento de Vale do Lobo – Resort Turístico de Luxo, localizado no concelho de Loulé, no Algarve.

Segundo o Jornal de Negócios desta quarta-feira, o banco presidido por Paulo Macedo vendeu os títulos que possuía na holding desde 2006 (o valor não é conhecido) ao fundo gerido pela sociedade de capital de risco ECS.

O jornal também refere que o Banco Comercial Português (BCP) aceitou refinanciar a dívida deste condomínio fechado algarvio. O acordo foi feito em agosto e não houve um novo pedido de financiamento. A instituição liderada por Miguel Maya tinha 60 milhões de euros em créditos sobre as empresas deste grupo no início do ano passado.

Recomendadas

Teixeira dos Santos: “Não tenho razões para me arrepender” da escolha de Carlos Santos Ferreira e Armando Vara

O Estado “nunca interferiu em qualquer operação” da Caixa Geral de Depósitos, garantiu ainda o ex-ministro das Finanças, na última comissão parlamentar de inquérito aos atos de gestão e recapitalização do banco público, que se realizou esta quarta-feira.

“Sem fundo de garantia de depósitos comum, união bancária é insuficiente”, afirma economista-chefe do FMI

Gita Ginopath, economista-chefe do Fundo Monetário Internacional, disse que o “próximo passo” para o reforço da união bancária passa pela construção do fundo de garantia de depósitos comum, elemento fundamental para o futuro da União Económica e Monetária. E, para a união dos mercados de capitais, defendeu a construção de “instituição central para instituições não financeiras”.

BCP vai integrar o seu banco de crédito hipotecário

A operação de integração do BII no BCP é para ser feita até ao fim do ano.
Comentários