Via Verde lança novo portal para empresas

Fonte oficial da Brisa disse ao Jornal Económico que a empresa investiu 300 mil euros para criar o portal “Via Verde Business”.

A Via Verde lançou um novo portal dedicado aos clientes empresariais, o “Via Verde Business” (“Via Verde Empresas”), com o intuito de simplificar processos de gestão e de adesão a serviços por parte das empresas.  A empresa liderada por Pedro Mourisca investiu 300 mil euros para criar o portal “Via Verde Business”, disse uma oficial da Brisa disse ao Jornal Económico. As funcionalidades implicaram sete meses de trabalho, incluindo o tempo de testes e formação das equipas.

Relatórios de gestão sobre a frota, contratos e identificadores, possibilidade de com um só login gerir várias empresas e fazer o upload de ficheiros para alterações de matrícula ou formalização online do pedido de desconto de mercadorias (neste caso, exclusivo para empresas transportadoras) são algumas das oportunidades que as empresas que andam nas autoestradas terão.

Segundo explicou a Brisa ao jornal, a maior vantagem do novo portal é “dar autonomia aos profissionais para procederem à gestão dos seus contratos com a Via Verde, nomeadamente aos gestores de frota”. O objetivo do grupo é incrementar em 50% o volume de empresas que utilizam regularmente o portal e as ferramentas de selfcare.

O Via Verde Business, cujo acesso é possível através de um registo no website oficial, permitirá melhorar a “informação de gestão sobre a utilização dos serviços da Via Verde” e “facilitar a adesão online a novos serviços, tais como a faturação repartida”, de acordo com o mesmo porta-voz do grupo infraestruturas de transporte português. “O portal Via Verde Empresas teve em conta o facto de, neste segmento de clientes, haver um número normalmente maior de transações por dia e por veículo, uma maior exigência em termos de processamento e tratamento de informação, além de regimes especiais próprios dos negócios”, garante a Brisa.

Relacionadas

Mobilidade é a aposta da Brisa na Web Summit

Empresa terá um stand no Pavilhão 3 com o objetivo de “maximizar oportunidades de negócio e dar a conhecer as novas soluções de mobilidade que a Brisa colocado no mercado, quer ao nível de serviços, com a marca Via Verde, quer através de soluções tecnológicas, com a marca A-to-Be”.

Portugal testa veículos autónomos na A9/CREL

Os testes realizam-se nos dois sentidos entre os nós da Pontinha (km 10) e de Odivelas (km 17), entre os dias 15 e 18 de outubro.

Brisa adere a aliança global por transportes menos poluentes

A Brisa revelou nesta sexta-feira que aderiu à Transport Decarbonisation Alliance, de um grupo de pressão, à escala global, para acelerar a transição para tecnologias limpas na área da mobilidade.

Brisa: tráfego aumentou 4,2% nos primeiros nove meses de 2018

Relatório enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) da concessionária rodoviária indica que esta subida é suportada por um forte crescimento orgânico. No período homólogo registou-se uma desaceleração do crescimento de 2,3%.
Recomendadas

BES. Solução para sucursais exteriores pode abranger cerca de 300 pessoas

Em declarações à Lusa, António Borges, presidente da direção da entidade, congratulou-se por, “finalmente, o Governo ter enquadrado os restantes lesados numa solução”, depois de um comunicado do gabinete do primeiro-ministro ter revelado que o Governo propôs às associações de lesados das sucursais exteriores do BES uma solução semelhante à do Banif, que prevê a delimitação de lesados não qualificados com vista à criação de fundo de recuperação.

Programa de aceleração de ‘startups’ de restauração anuncia hoje os dois projetos vencedores

É a primeira edição do novo programa de aceleração da responsabilidade da Startup Lisboa, que contou com a participação de 22 concorrentes, no segmento ‘tech’ e não ‘tech’.

BPI vai sair de bolsa a 1,47 euros, dois cêntimos acima da proposta do CaixaBank

CaixaBank vai pagar 1,47 euros por cada ação aos acionistas do BPI. Nos próximos três meses haverá uma ordem permanente de compra, permitindo aos acionistas do BPI venderem as suas ações ao grupo bancário espanhol.
Comentários