Vila Galé inaugura hotel de 25 milhões em Sintra

É a segunda unidade de cinco estrelas que o grupo Vila Galé abre em Portugal. Gerou cerca de 70 empregos diretos.

O grupo Vila Galé inaugurou, este sábado, o Vila Galé Sintra, um hotel com 136 quartos que representa um investimento superior a 25 milhões de euros e que gerou cerca de 70 empregos diretos.

Numa cerimónia marcada pela presença do primeiro-ministro António Costa, de Dionísio Pestana, da Confederação do Turismo Português, e do presidente Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, o segundo maior grupo hoteleiro do país deu a conhecer a nova unidade hoteleira que pretende adotar “um conceito de bem-estar pensado para as famílias” e para promover “um estilo de vida saudável, conjugando cuidados médicos, alimentação equilibrada, saúde física e mental, a prática de exercício físico e terapias holísticas”.

Jorge Rebelo de Almeida, presidente do grupo Vila Galé, diz que “ter um projeto que junta turismo e saúde era um sonho antigo”.

“Sintra tem a envolvência e a beleza paisagística ideal para fazer um hotel com esta componente de wellness e bem-estar, que também deve ser uma aposta em Portugal. O país tem todas as condições para ter sucesso no turismo médico, desde o clima, à segurança, à qualidade da hotelaria e dos profissionais de saúde e à gastronomia”, afirma Jorge Rebelo de Almeida.

Recomendadas

Investimento de 50 milhões vai permitir ao Alqueva ter o maior projeto fotovoltaico flutuante da Europa

Esta foi a solução encontrada pela Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA) para fazer face aos custos elevados que a EDP cobra pelo fornecimento de energia às centrais hidroelétricas de Alqueva e Pedrógão.

Moody’s: Portugal com economia em risco a partir de 2030 devido ao envelhecimento da população

Para contrariar os riscos de recessão económico, a agência defende que devem ser tomadas medidas que aumentem o crescimento da produtividade ou que sustentem o crescimento económico.

Alunos deslocados têm de se registar todos os anos no portal do Fisco para deduzir a renda

A renda paga pelos alunos que estão a estudar a mais de 50 quilómetros de casa pode ser deduzida ao IRS, mas para tal é necessário que todos os anos o estudante comunique ao fisco que se encontra deslocado.
Comentários