PremiumVisita de Xi Jinping “tem valor” mas Portugal deve ter “cautela”

George Friedman avalia a visita do presidente chinês a Portugal como positiva. Ainda que não preveja riscos, alerta sobre as expetativas sobre os resultados que podem resultar dos acordos assinados.

Um aprofundamento da relação político-diplomática e económica entre Portugal e a China não acarreta riscos para a política externa portuguesa, mas os países devem moderar as expetativas sobre os resultados que possam advir dos acordos internacionais. O argumento é defendido por George Friedman, fundador e chairman da Geopolitical Futures, a propósito da visita do presidente chinês, Xi Jinping, a Portugal nos próximos dias 4 e 5 de dezembro.

Em entrevista ao Jornal Económico, o analista de geopolítica, que fundou e liderou o conceituado think tank de geopolítica Stratfor durante 20 anos e comanda agora a Geopolitcal Futures, disse que “Portugal deveria estar a falar com todas as nações, e ser honrado com uma visita de Xi Jinping tem valor para a imagem de Portugal”.

Xi Jinping está a chegar a Portugal. Esta é a agenda do presidente chinês

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Relacionadas

Xi Jinping está a chegar a Portugal. Esta é a agenda do presidente chinês

Marcelo Rebelo de Sousa, António Costa e Eduardo Ferro Rodrigues irão encontrar-se com o líder máximo chinês em Portugal nesta quarta e quinta-feira.

Portugal/China: PR chinês quer reforçar cooperação pragmática com Portugal

O Presidente chinês, Xi Jinping, declarou, num artigo este domingo publicado no “Diário de Notícias” e no “Jornal de Notícias”, que pretende reforçar a cooperação pragmática entre China e Portugal, que tem dado resultados frutíferos para os dois lados.

PremiumEDP e rendas da energia marcam visita do presidente chinês a Portugal

Xi Jinping, líder do país mais populoso do mundo, visita Portugal a 4 e 5 de dezembro. Traz consigo a possibilidade de acordos em várias áreas, mas OPA à EDP e rendas da energia deverão ser discutidos.
Recomendadas

Brexit: May cancela votação-chave no Parlamento para evitar derrota massiva

A informação está a ser avançada por fonte do Governo britânico, que indica que a líder do Partido Conservador está a tentar ganhar tempo para impedir o chumbo do “rascunho do acordo” do Brexit.

Possibilidade de um Brexit sem acordo afeta riscos de insolvência

A Crédito y Caución calcula que o crescimento das insolvências no Reino Unido seja 14% mais elevado no caso de um Brexit sem acordo. Diz que ameaça para os serviços é ainda maior. E que em Portugal, o turismo pode enfrentar um “duro” impacto de um Brexit não negociado.

Tribunal europeu confirma que Reino Unido pode desistir do Brexit

Com esta decisão do tribunal sedeado no Luxemburgo, o Reino Unido não precisa de autorização dos outros Estados-membros para revogar a saída da União Europeia.
Comentários