“Vocês têm um grande piloto”. KTM rendida a Miguel Oliveira após histórico 8.º lugar

“O arranque não foi fantástico, mas ele mostrou muita calma e determinação; está de parabéns. E parabéns também para Portugal, vocês têm um grande piloto”, disse o patrão da KTM após o Grande Prémio da Áustria, prova do Mundial de Moto GP.

O português Miguel Oliveira (KTM) conseguiu hoje o melhor resultado nas 11 corridas já disputadas este ano no Mundial de MotoGP ao terminar o GP da Áustria na oitava posição.

Em declarações à SportTV e reproduzidas na edição online do jornal Record, o patrão da KTM, Hervé Poncharal, mostrou-se rendido perante o desempenho de Miguel Oliveira: “Foi uma corrida fantástica do Miguel. Se olharem para o ritmo dos primeiros, nós estamos lá. O próximo passo é tentar uma melhor posição na qualificação e ficar por lá. O arranque não foi fantástico, mas ele mostrou muita calma e determinação; está de parabéns. E parabéns também para Portugal, vocês têm um grande piloto”.

O piloto português, que partiu da 13.ª posição, terminou a corrida caseira da KTM a 16,202 segundos do vencedor, o italiano Andrea Dovisiozo (Ducati), que bateu o espanhol Marc Márquez (Honda) na última volta, dando a quarta vitória consecutiva à marca italiana no circuito austríaco.

Com este resultado, o piloto português ascendeu à 15.ª posição do campeonato, com 26 pontos, contra os 230 do líder Márquez.

 

 

 

Ler mais
Relacionadas

Já viu o ‘Jogo Económico’? Miguel Oliveira acelera Moto GP em Portugal já em 2022

Jorge Pessanha Viegas, presidente da Federação Internacional de Motociclismo, esteve em estúdio e avaliou oportunidade criada com a presença de Miguel Oliveira entre os melhores pilotos do mundo de Moto GP.
Recomendadas

PremiumTáticas para contratar: da desestabilização ao custo zero

Não deveria valer tudo para contratar mas existem clubes especialistas em manobras de aquisição dos melhores talentos. Curiosamente, ou não, esses emblemas são campeões crónicos nas suas Ligas.

“No hóquei em patins, somos como a irredutível aldeia dos gauleses”

Luís Sénica, antigo selecionador nacional de hóquei em patins e presidente da Federação de Patinagem de Portugal, realçou ao Jogo Económico a resiliência da modalidade ao longo dos anos. “Somos como a irredutível aldeia dos gauleses”, realçou o líder federativo.

“O golfe é caro? Temos de mudar esse dogma”

Carlos Cortês, diretor do Conselho Nacional da Indústria do Golfe, veio ao ‘Jogo Económico’ e abordou o tema do custo referente à prática da modalidade. Para o dirigente, a dúvida sobre se o golfe é caro, é um dogma que tem de ser mudado.
Comentários