Volkswagen abandona produção do célebre ‘Carocha’ no próximo ano

A produção terminará definitivamente em julho de 2019, na fábrica de Puebla (México).

A Volkswagen anunciou que encerrará oficialmente a produção do carro ‘Carocha’ (ou Beetle, como é conhecido nos Estados Unidos) em 2019. Para marcar a despedida, a série Beetle Final Edition será oferecida nos EUA em quatro configurações diferentes.

A fabricante marcou para 2019 o encerramento da produção do modelo icónico.

“A perda do ‘Carocha’, depois de três gerações e mais de sete décadas, deverá provocar todo um conjunto de emoções aos muitos fãs devotos do ‘Carocha'”, disse o presidente executivo da Volkswagen da América do Norte, Hinrich Woebcken.

O fabricante alemão Volkswagen anunciou esta quinta-feira que vai abandonar definitivamente a produção do mítico ‘Carocha’ no próximo ano, lançando dois últimos modelos para “celebrar a herança” de uma viatura que marcou a história do setor automóvel.

A Volkswagen que ainda não recuperou nos Estados Unidos do escândalo da manipulação de motores para mascarar a taxa de poluição, quer focar-se na produção de viaturas familiares maiores e elétricas e “não prevê no imediato substituir” o ‘Käfer’ (‘besouro’, em alemão, termo por que é conhecido o carro).

A produção terminará definitivamente em julho de 2019, na fábrica de Puebla (México).

Ler mais
Recomendadas

Calçado vegan? Sim, também já há

Uma empresa da Póvoa de Lanhoso considera que nem mesmo uma indústria tradicional como o calçado precisa de recorrer a produtos que, do ponte de vista da sustentabilidade, não fazem sentido.

Crédito Agrícola elege nova administração a 25 de maio

A Caixa Central de Crédito Agrícola é responsável pela coordenação e supervisão das 80 Caixas de Crédito Agrícola Mútuo e é liderada por Licínio Pina desde 2013, há dois mandatos. O gestor trabalha no banco há mais de 30 anos.

Empresas começam projetos de inovação mas não conseguem acabar mais de metade

O excesso de projetos, a falta de liderança e a ausência de processos estão a bloquear o desenvolvimento das organizações mundiais, segundo o estudo “Having a successful innovation agenda”, elaborado pela multinacional Oracle.
Comentários