Volume de negócios na indústria abranda em setembro apesar do crescimento de 2,1%

Os agrupamentos de Bens de Investimento e de Energia tiveram aumentos de, respetivamente, 10,1% e 5,3% e contribuíram em conjunto com 2,8 p.p. para a variação homóloga do índice.

O Índice de Volume de Negócios na Indústria apresentou um crescimento homólogo nominal de 2,1% em setembro (2,9% no mês anterior), de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta sexta-feira, dia 9 de novembro.

Os agrupamentos de Bens de Investimento e de Energia tiveram aumentos de, respetivamente, 10,1% e 5,3% e contribuíram em conjunto com 2,8 pontos percentuais (p.p.) para a variação homóloga do índice agregado. Os índices de Bens Intermédios e de Bens de Consumo diminuíram 1,0% e 1,5%, respetivamente (aumentos de 2,2% e 1,3% no mês anterior), tendo contribuído conjuntamente com menos 0,7 p.p. para a variação total.

Na análise aos Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria, referente a setembro de 2018, evidencia-se, particularmente nos índices relativos ao mercado nacional e ao mercado externo o registo de aumentos de 2,7% e 1,1%, respetivamente (4,2% e 0,7% em agosto, pela mesma ordem).

No que respeita a vendas, no terceiro trimestre, as vendas aumentaram 5,1% (7,7% no 2.º trimestre). As vendas na indústria para o mercado nacional registaram um crescimento homólogo de 2,7% (4,2% em agosto), enquanto o índice de vendas na indústria para o mercado externo cresceu 1,1% (0,7% em agosto), segundo o INE.

Já o índice de emprego manteve em setembro o aumento de 2,2%, enquanto o de remunerações cresceu 3,4% (5,1% em agosto), enquanto o índice de horas trabalhadas teve uma variação homóloga de -1,8% (0,4% no mês anterior).

Recomendadas

“Praia, comida e vinho ajudaram”. O que dizem os estrangeiros que montam negócios em Portugal

A próxima edição do “Launch in Lisbon”, organizado pela incubadora Startup Lisboa para ajudar empreendedores e freelancers estrangeiros que pretendam instalar um negócio em Portugal, realiza-se entre os dias 4 e 8 de março. O Jornal Económico falou com Jeferson Valadares e Wendy van Leeuwen, que já se renderam à capital portuguesa.

Desigualdade de género no mercado laboral da América Latina mantém-se

O estudo “Panorama Social de América Latina 2018”, elaborado pela Comissão Económica para a América Latina e Caraíbas (Cepal), concluiu que, em 2016, a taxa de desemprego urbano era de 10,4% entre mulheres e de 7,6% entre homens nesta região.

Todos os dias cinco portugueses tornam-se britânicos

Entre janeiro de 2017 e setembro de 2018, 2.655 emigrantes no Reino Unido obtiveram cidadania britânica, mais do que o total de autorizações dadas nos cinco anos anteriores.
Comentários