Voo da Binter volta a falhar ligação para o Porto Santo

Avião deveria ter aterrado às 7h55. Número de apoio da companhia aérea fala em condições meteorológicas, mas as restantes companhias estão a descolar.

O Voo da Binter que deveria ter saído para o Porto Santo às 7h30  ainda não descolou do Aeroporto Internacional da Madeira Cristiano Ronaldo.

O número de apoio da companhia alega que o aparelho ATR-72 não descola por causa das condições atmosféricas, mas o facto das restantes companhias estarem a operar normalmente a estar a gerar forte descontentamento entre os passageiros.

Já ontem os 14 passageiros que deveriam feito a viagem Porto Santo-Funchal, às 18h55, ficaram  sem ligação à Ilha Dourada.

Recorde-se que o Governo Regional endereçou, na passada quarta-feira, uma carta à direção comercial da Binter e ao ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, a solicitar explicações sobre o cancelamento de seis voos da companhia aérea entre a Madeira e o Porto Santo, entre  terça e a manhã de quarta-feira.

Na altura, o governante estranhou que o mesmo avião tenha assegurado a ligação para Canárias.

Relacionadas

Governo pede esclarecimentos à Binter e fala num “certo exagero do controle dos limites de vento”

Pedro Calado alerta para as consequências dos cancelamentos no turismo regional e lamenta que não haja da parte da ANAC “boa vontade” para corrigir e alterar os limites de vento.

Binter arranca com a operação Madeira-Porto Santo

Companhia espanhola realiza voo inaugural às 7 horas desta terça-feira. A partir das 9 horas, será apresentada a ligação aérea na presença secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme D’Oliveira.
Recomendadas

Taxa do crédito habitação sobe na Madeira para os 1,004%

O montante em dívida desceu para os 58 mil 247 euros no crédito à habitação mas a prestação média e a amortização subiram na Madeira.

JPP entrega em tribunal intimação contra Município do Funchal sobre Frente Mar

O JPP espera por documentos relativos à empresa pública Frente Mar Funchal, que acredita só chegarem agora por ordem do Tribunal.

Governo da Madeira cria linha de crédito até cinco milhões de euros para escolas profissionais

A linha de crédito vai ser para adiantar os fundos comunitários do Fundo Social Europeu fazendo com que as escolas profissionais equilibrem a sua tesouraria.
Comentários