Wall Street abre em alta após abrandamento dos receios de conflito na Síria

A marcar a sessão estão o abrandamento dos receios de uma escalada no conflito geopolítico entre os Estados Unidos e a Síria e o crescimento de quase 7% no primeiro trimestre do ano, superando a meta estabelecida pelo presidente Xi Jinping.

Ler mais

A bolsa norte-americana abriu sessão esta terça-feira em alta, com os três principais índices a negociarem com sentimento positivo. A marcar a sessão estão o abrandamento dos receios de uma escalada no conflito geopolítico entre os Estados Unidos e a Síria e o crescimento de quase 7% no primeiro trimestre do ano, superando a meta estabelecida pelo presidente Xi Jinping.

O índice industrial Dow Jones, que serve de referência para as bolsas em todo mundo, avança 0,93%, para 24.802,32 pontos, o financeiro S&P 500 soma 0,72%, para 2.697,24 pontos e o tecnológico Nasdaq sobe 0,98%, para 7.227,28 pontos.

Nos últimos dias, diminuíram os receios de que o conflito na Síria vá mais longe. O presidente norte-americano, Donald Trump, deu cumprimento à sua promessa de atacar alvos estratégicos na Síria, juntamente com as potências aliadas, Reino Unido e França.

Os inspetores da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) foram esta terça-feira autorizados pela Rússia a entrar na cidade de Douma, a fim de investigarem no terreno o alegado ataque químico, que vitimou dezenas de civis no início do mês.

Esta terça-feira, foi também conhecido que a economia da China cresceu 6,8% no primeiro trimestre do ano, impulsionada pelo investimento e comércio eletrónico, numa altura em que evoluem as tensões comerciais com Washington.

O Produto Interno Bruto (PIB) chinês alcançou os 19,87 mil milhões de yuans (cerca de 2,55 mil milhões de euros). O setor terciário ou de serviços foi o que mais cresceu o ano passado, tendo-se registado uma subida de 7,5%. No setor primário, o crescimento foi de 3,2%, enquanto no setor secundário ou industrial foi de 7,5%.

No setor petrolífero, o Brent perde 0,48% para 71,08 dólares por barril, e o crude WTI recua 0,54% para os 65,86 dólares.

No mercado cambial, o euro perde 0,20% para 1,235 dólares e a libra recua 0,13% para 1,420 dólares.

Recomendadas

Wall Street fecha mista em dia de Farfetch

O Dow Jones fechou em alta em contra-mão com os Nasdaq e S&P. A estreia de bolsa da Farfetch é um dos destaques em Wall Street, tendo a procura levado a uma subida do preço da ação face ao preço da colocação no IPO (oferta pública inicial).

Farfetch vale 7,02 mil milhões de dólares em bolsa

No lançamento do IPO, as ações da empresa valiam 20 dólares (17,03 euros), mas no final da sessão fecharam com uma cotação de 28,5 dólares. Ao fecho da sessão, a Farfetch tinha uma capitalização bolsista de 7,02 mil milhões de dólares (6,13 mil milhões de euros).

Bolsa de Lisboa fecha em terreno negativo em contra-ciclo com a Europa

A família Sonae, a Mota-Engil e a Pharol estragaram a sessão da bolsa lisboeta ao registarem quedas acima de 3%. A maioria das praças europeias encerrou em alta, com os índices ibéricos a registarem performances inferiores aos pares. O Euro Stoxx 50 registou a décima sessão consecutiva de valorização.
Comentários