Wall Street abre indefinido com guerra comercial em pano de fundo

“A mentalidade dos investidores está a basear-se numa economia forte e numa perspectiva de longo prazo, o que tem corrido bem”, considera analista à “Reuters”.

Crash de 25% em Wall Street

Os principais índices bolsistas norte-americanos abriram sem uma tendência definida, com a guerra comercial entre EUA e China a causar impacto em Wall Street.

O tecnológico Nasdaq cai 0,02%, para 7.886,52 pontos; o financeiro S&P500 avança 0,02%, para 2.857,19; e o industrial Dow Jones soma 0,02%, para 25.589,79 pontos.

Apesar da sitação geopolítica, “a mentalidade dos investidores está a basear-se numa economia forte e numa perspectiva de longo prazo, o que tem corrido bem”, afirmou Andre Bakhos, diretor da New Vines Capital, à “Reuters”.

Recomendadas

Wall Street encerra em alta com a China a poder aumentar importações americanas no valor de 1 trilião de dólares.

A China poderá aumentar as importações de produtos norte-americanos que, no total, valem mais de 1 bilião de dólares, o que reduziria o déficit comercial que os EUA têm no comércio com os chineses.

Axesor Rating avalia Portugal em BBB com tendência estável

Agência espanhola explicou que a classificação reflete a “solidez da procura interna” e a “reativação dos investimentos públicos no contexto do Plano Portugal 2020”.

Bolsas da Europa fecham semana no verde. Só o BCP fechou em queda no PSI20

Mais uma vez, as boas notícias sobre os progressos das conversações entre a China e os EUA, em matéria de relações comerciais, favoreceram o sentimento dos investidores nesta última sessão da semana.
Comentários