Wall Street beneficia do retrocesso na guerra comercial

A Adobe Systems, que desenvolveu o Phtoshop, sobe 2% após anunciar resultados acima do esperado e de vir a público que negoceia a compra da empresa de software Marketo.

Reuters
Ler mais

A bolsa de Nova Iorque abriu a sessão desta sexta-feira, dia 14 de setembro, em terreno positivo. As tecnológicas alavancam a praça nova-iorquina, num dia em que os investidores nos mercados financeiros norte-americanos continuam animados perante a retoma das negociações comerciais entre os Estados Unidos da América e a China.

“Wall Street arranca em alta, num dia com pouco flow empresarial. De notar a recuperação dos títulos da Micron e a valorização da Nvidia, ambos impulsionados por notas positivas”, destaca Ramiro Loureiro, Mtrader do Millennium bcp. Já Aitor Mendez, analista da IG, refere que “os investidores renovaram o seu compromisso com a Apple, após a apresentação de três novos modelos do icónico iPhone”. “Este melhor desempenho da grande tecnologia permitiu assistir a aumentos em Nasdaq, no Dow Jones e no S&P 500”

Entre os principais índices bolsistas norte-americanos, o industrial Dow Jones soma 0,14%, para os 26.183,08 pontos, e acompanhando estes números em alta, o alargado S&P 500 avança 0,06%, para os 2.905,98 pontos. Na mesma linha, o tecnológico Nasdaq sobe 0,10%, para os 2.905,98 pontos. Também o Russell 2000 valoriza, com uma subida ligeira de 0,04%, para os 1.714,93 pontos.

A nível empresarial, a Adobe Systems Incorporated sobe 2,66%, para 275,68 dólares, na sequência de a agência Reuters estar a negociar a compra da empresa de software Marketo. Já ontem a dona do Photoshop apresentou resultados do terceiro trimestre fiscal acima do esperado (0,67 mil milhões de dólares – i.e. 1,34 dólares por ação).

No setor petrolífero, a cotação do barril de Brent sobe ligeiramente 0,o1% para 78,19 euros, enquanto a cotação do crude WTI cresce 0,12%, para 68,67 dólares por barril. Quanto ao mercado cambial, o euro desvaloriza 0,26% face à moeda norte-americana, para 1,1660 dólares, e a libra deprecia 0,19% perante a divisa dos Estados Unidos, para 1,3083 dólares.

Notícia atualizada às

Recomendadas

Wall Street fecha mista em dia de Farfetch

O Dow Jones fechou em alta em contra-mão com os Nasdaq e S&P. A estreia de bolsa da Farfetch é um dos destaques em Wall Street, tendo a procura levado a uma subida do preço da ação face ao preço da colocação no IPO (oferta pública inicial).

Farfetch vale 7,02 mil milhões de dólares em bolsa

No lançamento do IPO, as ações da empresa valiam 20 dólares (17,03 euros), mas no final da sessão fecharam com uma cotação de 28,5 dólares. Ao fecho da sessão, a Farfetch tinha uma capitalização bolsista de 7,02 mil milhões de dólares (6,13 mil milhões de euros).

Bolsa de Lisboa fecha em terreno negativo em contra-ciclo com a Europa

A família Sonae, a Mota-Engil e a Pharol estragaram a sessão da bolsa lisboeta ao registarem quedas acima de 3%. A maioria das praças europeias encerrou em alta, com os índices ibéricos a registarem performances inferiores aos pares. O Euro Stoxx 50 registou a décima sessão consecutiva de valorização.
Comentários