Wall Street em queda devido à tensão entre EUA e Irão

Em sentido contrário, o preço do petróleo está a subir. “Os investidores olham com preocupação para a continuação do ambiente de tensões geopolíticas entre os EUA e Irão e isso reflete-se na escalada dos preços do petróleo”, explicou Ramiro Loureiro, analista de mercados do Millennium bcp.

Os três principais índices da bolsa de Nova Iorque iniciaram a primeira sessão desta semana em queda. A subida das tensões entre o Irão e os Estados Unidos, depois de o presidente norte-americano, Donald Trump, ter ordenado um ataque em Bagadade que vitimou Qassem Soleimani, comandante da força de elite iraniana Al-Quds, estão a pesar no sentimento dos investidores.

A grande dúvida é saber como vai o Irão retaliar ao ataque norte-americano.

Esta segunda-feira, logo após o toque do sino de abertura da sessão, o S&P 500 perdia 0,41%, para 3.221,63 pontos; o tecnológico Nasdaq recuava 0,62%, para 8.965,05 pontos; e o industrial Dow Jones caía 0,50%, para 28.490,46 pontos.

Em sentido contrário, o preço do petróleo está a subir. “Os investidores olham com preocupação para a continuação do ambiente de tensões geopolíticas entre os EUA e Irão e isso reflete-se na escalada dos preços do petróleo”, explicou Ramiro Loureiro, analista de mercados do Millennium bcp.

O barril de Brent, referência mundial, chegou a atingir os 70 dólares durante a sessão de hoje, o valor mais elevado desde setembro do ano passado. No entanto, o “ouro negro” tem vindo a cair ligeiramente, estando a negociar nos 69,28 dólares. Do outro lado do Atlântico, também a referência norte-americana, o West Texas Intermediate, está a subir. O WTA valoriza 0,57% para 63,42 dólares.

Relacionadas

Semana atribulada em Wall Street baralha as voltas aos touros

A earning season que se aproxima e que é importante para aferir como foi quarto trimestre de 2019, bem como as perspectivas das empresas para o início de 2020

Wall Street reage mal a bombardeamento no Iraque

Além do ataque, que pode ter repercussões internacionais, os investidores mostraram-se especialmente preocupados com uma contração acima do esperado do setor industrial norte-americano, que levanta algumas ameaças de um crescimento económico mais lento do que se esperava.
Recomendadas

Nasdaq lidera quedas em Wall Street

As tecnológicas acentuaram as perdas, nomeadamente as FAANG. A Facebook perdeu 2,48%, a Apple cedeu 0,46%, a Amazon tombou 3%, a Netflix afundou 4,23% e a Alphabet, dona da Google, caiu 1,74%. Também a Microsoft teve uma sessão negativa, desvalorizando 3,09%.

Domingos Soares de Oliveira: “não há neste momento qualquer situação oficial entre o Benfica e o treinador Jorge Jesus”

“Conforme é sabido, o nosso presidente tem uma relação pessoal com o treinador Jorge Jesus, portanto é natural que converse com o treinador, mas não não há neste momento qualquer situação oficial entre o Benfica e o treinador Jorge Jesus”, vincou Domingos Soares de Oliveira.

PSI-20 fecha em alta com a ajuda do BCP que valorizou mais de 3%

O BCP foi a estrela da sessão ao subir mais de 3%. Mas a queda da EDP, depois das notícias de que a própria empresa deverá ser constituída arguida no processo de rendas excessivas, travou a subida do PSI-20 que fechou em alta, mas abaixo das principais praças da Europa.
Comentários