Wall Street fecha primeira sessão do ano com recordes

O principal índice bolsista, o Dow Jones Industrial Average, fechou a subir 0,4%, para 24.824,01 pontos, enquanto o NASDAQ Composite fechou acima dos 7.000 pontos, pela primeira vez.

Brendan McDermid / Reuters

As principais bolsas norte-americanas fecharam a primeira sessão do ano com novos recordes, puxadas pelos títulos de empresas tecnológicas e beneficiando das quebras nas obrigações e no dólar norte-americano.

O principal índice bolsista, o Dow Jones Industrial Average, fechou a subir 0,4%, para 24.824,01 pontos, enquanto o NASDAQ Composite fechou acima dos 7.000 pontos, pela primeira vez – subiu 1,5%, para 7.006,898 pontos.

Também o Standard & Poor’s 500 fechou num máximo de sempre, subindo 0,8%, para 2.695,79 pontos.

Os títulos da Apple, Facebook, Alphabet (que controla a Google) e da Microsoft fizeram com que o índice tecnológico SPLRCT subisse 1,4%, continuando a tendência de 2017, quando aumentou 37% e registou o melhor desempenho sectorial.

Relacionadas

Wall Street começa o ano em alta

Os títulos da General Electric, Cisco e McDonald’s davam o tom ao início da sessão em Nova Iorque, com subidas superiores a 1%.

Última sessão de 2017 foi negativa em Wall Street

A última sessão do ano não foi animada em Wall Street. Principais índices encerraram sessão a desvalorizar.
Recomendadas

‘Vermelho’, ‘verde’, ‘vermelho’: IBM e Fed causam ‘montanha-russa’ em Wall Street

O Dow Jones fechou no ‘vermelho’ para 0,36% para 25.706,68 pontos e o S&P 500 caiu 0,03% para 2.809,21 pontos. Já o Nasdaq caiu 0,04% para 7,642.70 pontos.

Grupo Sonae respira de alívio e dá ganhos ao PSI 20

A praça portuguesa contrariou a Europa, onde as principais bolsas terminaram a sessão no ‘vermelho’.

Elon Musk vai comprar 20 milhões de dólares em ações da Tesla

Confirmação da transação surge um dia depois de uma juiz norte-americana ter aprovado o acordo entre Elon Musk, Tesla e a Securities and Exchange Commission (SEC)
Comentários