Wall Street regista mais um dia muito positivo

O mercado mobiliário do lado de lá do Atlântico parece uma ilha a flutuar num mar de escombros. Nem a perspetiva do forte crescimento do número de desempregados foi suficiente para reter os investidores.

Brendan McDermid / Reuters

Os principais índices norte-americanos mantiveram esta quinta-feira fortes subidas, animados pela aprovação do pacote orçamental de dois biliões de dólares, que acabou por não ser contrabalançado pelo enorme aumento dos pedidos de subsídio de desemprego.

O Dow Jones encerrou a subir 6,38% para 22.552,17. O Standard & Poor’s 500 subiu 6,24% para 2.630,07 pontos, o nível mais alto das últimas duas semanas. O tecnológico Nasdaq Composite ganhou 5,60% para 7.797,54 pontos.

Mais uma vez, e como sucede tantas vezes, os índices vão totalmente ao arrepio do sentimento geral. A propagação da pandemia nos Estados Unidos dá nota clara de que o pior da Covid-19 ainda está para vir – colocando em perigo a economia do país. Os dois biliões de dólares que a Casa Branca se prepara para ‘atirar’ sobre a economia não serão suficientes para parar a sua queda – até porque as economias do resto do mundo estarão igualmente de rastos.

Mas os investidores parecem estar interessados em ‘cavalgar’ a boa fase dos mercados e não param perante nada – nem com o petróleo a descer para níveis ‘infantis’ – está sustentadamente abaixo dos 30 dólares por barril – coisa que há poucas semanas era indicado como a causa da derrocada dos mercados mobiliários do lado de lá do oceano. Era um arrefecimento da economia mundal, diziam os ‘experts’!

Hoje mesmo soube-se que o número de pedidos de subsídio de desemprego disparou para os 3,28 milhões na semana passada, o que constitui um recorde absoluto, muito acima do anterior recorde, que era de 1982. Mas nem este mau dado demoveu os investidores.

Recomendadas

Investidores indecisos em Wall Street aguardam primeiro debate entre Biden e Trump

Em Wall Street, o industrial Dow Jones desce 0,29% para 27,505.21 pontos, o generalista S&P recua 0,04% para 3,350.06 pontos e o tecnológico Nasdaq ganha 0,07% para 11,125.46 pontos.

BCP e Altri continuam a manter PSI 20 no ‘vermelho’

Praça lisboeta está agora a cair 0,57%, para 4.064,71 pontos nesta terça-feira, seguindo a tendência das suas congéneres europeias.

BCP, Galp e CTT penalizam PSI 20, que acompanha Europa no vermelho

Entre as 18 empresas cotadas do PSI 20 apenas a Jerónimo Martins (0,25%) negoceia em terreno positivo. Há duas cotadas a negociar sem variação.
Comentários