Walmart mantém liderança do retalho mundial, mas Amazon e Inditex não param de subir

A retalhista mantém-se no primeiro lugar do ‘ranking’ da Deloitte seguido da Costco e da Kroger.

A empresa norte-americana Walmart continua a dominar o setor do retalho a nível mundial, com uma faturação superior a 485 mil milhões de dólares. A retalhista mantém-se no primeiro lugar do ranking da Deloitte, a que o jornal espanhol Cinco Días teve acesso, seguido da Costco (118 mil milhões de dólares) e da Kroger (115 mil milhões de dólares).

Entre as empresas do setor destacou-se também a subida de quatro posições da norte-americana Amazon, que entrou pela primeira vez para o top 10 e é a maior empresa mundial de comércio online. Com uma faturação de quase 95 mil milhões de dólares, a Amazon ficou na sexta posição.

O quarto e quinto lugares foram ocupados, respetivamente, pelo Grupo Schwartz (dono do Lidl) e pelo Walgreens.

O grupo espanhol Inditex, detentor das marcas Zara, Pull&Bear, Massimo Dutti, Bershka, Stradivarius, Oysho, Zara Home e Uterqüe, subiu cinco posições na lista e entrou pela primeira vez no grupo das 40 maiores empresas mundiais. O grupo liderado por Pablo Isla ficou na 38ª posição.

Recomendadas

PISA: Portugal vai entrar nos estudos da OCDE sobre literacia financeira

“Na economia dos dias de hoje, a literacia financeira é como saber ler ou escrever”, disse Annamaria Lusardi, presidente do International Network on Financial Education’s Research Committee, da OECD.

Farfetch: como as ações dispararam de 20 para 32 dólares em dois dias

“Estes resultados merecem uma reflexão profunda, tendo em conta que a Farfetch é, ainda, uma empresa que não regista lucro”, esclarece a corretora Activotrade em análise ao desempenho da Farfetch.

Literacia financeira: Governo alia-se aos reguladores para reforçar educação

O secretário de Estado para a Educação defendeu que “capacitar para a literária financeira é capacitar para os direitos humanos”, num evento em que foi anunciado o lançamento de um novo Caderno de Educação Financeira.
Comentários