Web Summit: Governo autoriza 80 milhões de euros para evento nos próximos dez anos

O Governo autorizou esta quinta-feira um montante de 80 milhões de euros para compromissos financeiros com a organização da Web Summit nos próximos dez anos, segundo decisão do Conselho de Ministros.

A resolução do Conselho de Ministros hoje aprovada autoriza a realização da despesa decorrentes dos compromissos financeiros assumidos pelo Estado português até ao montante de 80 milhões de euros, repartidos por dez anos, entre 2019 e 2028.

O Governo aprovou ainda a assinatura do contrato celebrado entre o Governo, a Câmara Municipal de Lisboa e a Connected Intelligence Limited relativo àorganização do evento internacional Web Summit em Portugal no período de 2019 a 2028.

A cidade de Lisboa havia garantido a organização da Web Summit, cuja terceira edição termina hoje, por mais uma década, mediante investimentos anuais de 11 milhões de euros.

Para bater mais de 20 cidades europeias e manter-se como ‘casa’ da conferência, Lisboa mostrou vários trunfos durante a “montanha russa nos últimos seis meses”, como o fundador do evento Paddy Cosgrave qualificou as negociações.

“Foi a mais louca decisão que já tomei, mas foi uma decisão boa”, classificou na altura do anúncio, em 03 de outubro, o rosto da Web Summit

Na altura, foi explicado que Lisboa foi escolhida face à garantia da expansão da FIL, que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, referiu que deverá ficar com “mais do dobro do espaço atual”.

À agência Lusa, o autarca precisou que dos 11 milhões de euros anuais, três milhões serão investimento municipal.

Já a nível de contrapartidas, o Governo já estimou que a conferência tenha gerado “mais de 300 milhões de euros” em atividade económica e só em receitas fiscais, em 2017, terão sido arrecadados mais de 30 milhões de euros.

A cimeira tecnológica, de inovação e de empreendedorismo Web Summit nasceu em 2010 na Irlanda e mudou-se em 2016 para a FIL e Altice Arena.

No ano passado, reuniu na capital cerca de 60 mil pessoas de 170 países, das quais 1.200 oradores, duas mil ‘startups’, 1.400 investidores e 2.500 jornalistas.

A edição de 2018 realizou-se entre os dias 05 de novembro e hoje, tendo mais de 2.400 jornalistas registados além de mais 70 mil participantes.

Ler mais
Recomendadas

Continental Mabor pede aos Correios para não fechar posto de Lousado

Pedro Carreira, responsável da quarta maior exportadora em Portugal, está preocupado com o efeito de um eventual encerramento do posto de Correios em Lousado.

Há 21 países europeus com a gasolina mais barata que em Portugal

Impostos têm um peso de 64% no valor total de cada litro deste combustível em Portugal.

Preços das casas em Portugal subiram 15,6% no terceiro trimestre

Dados da Confidencial Imobiliário revelam que em cerca de um terço (90) dos concelhos monitorizados, o crescimento homólogo permaneceu acima dos 10% no trimestre em análise.
Comentários