Zoom Lux reduziu posição na The Navigator

A sociedade luxemburguesa deixou de ter uma participação qualificada na produtora de pasta e papel.

A Zoom Luz reduziu a sua posição acionista na The Navigator, de acordo com comunicado enviado há minutos para a CMVM – Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

A produtora de pasta e papel informou o mercado que “(…) em 19 de novembro de 2018 a Zoom Lux S.À.R.L. (…) comunicou à Navigator que alienou, no passado dia 16 de novembro, 320.000 ações representativas do capital social da Navigator, reduzindo a sua participação na sociedade de 14.639.555 ações (2,0404%) para 14.319.555 ações (1,9958%) (…)”.

Nesse mesmo comunicado, a empresa liderada por Diogo da Silveira adianta que, “(…) na sequência da mencionada alienação, a participação da Zoom (…), corresponde a 1,9958% do capital social e 1,9971%% dos direitos de voto na Navigator, deixando de representar uma participação qualificada”.

Recomendadas

Vem aí a nova sociedade que vai controlar a “TSF”, o “DN” e o “Jornal de Notícias”

Os credores da Controlinveste, Millennium bcp e Novo Banco, acordaram o lançamento de uma nova sociedade que reúne as participações detidas pelas empresas de Joaquim Oliveira na Global Media, cuja posterior venda permitirá que os bancos presididos por Miguel Maya e António Ramalho possam recuperar parte dos 548 milhões de euros perdidos na Controlinveste

Governos ignoraram alerta do ROC sobre risco de “fraudes” na Caixa

BdP, banco e tutela não deram a devida atenção a alerta, em 2007, para o risco de“fraudes e erros” sem serem detectados devido a “limitações” no controlo interno em áreas como a concessão de crédito.

Dono da Toys “R” Us Iberia quer entrar na bolsa de Paris

A portuguesa Green Swan, do investidor Paulo Andrez, é um dos principais ‘players’ do mercado europeu de brinquedos e, em 2018, faturou uma média de um milhão de euros por dia. Se atingir os 500 milhões anuais tenciona entrar na bolsa de Paris.
Comentários