Zuckerberg já perdeu 3,3 mil milhões por decidir mudar o Facebook

O fundador da rede social anunciou várias alterações que não só não agradaram como lhe fizeram perder uma fortuna. Zuckerberg deixou esta noite de ser o quarto mais rico do mundo.

Ler mais

O co-fundador da maior rede social do mundo ficou menos rico esta sexta-feira depois de ter anunciado os planos para alterar o Facebook. Mark Zuckerberg pretende que haja mais conteúdos de família e amigos, em detrimento de media ou comercial. A decisão custou-lhe 3,3 mil milhões de dólares devido a um tombo de 4,5% nas ações da empresa.

A fortuna de Zuckerberg terá ficado reduzida a 74 mil milhões de dólares, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index, o que lhe fez perder a quarta posição na lista dos mais ricos do mundo para o retalhista espanhol Amancio Ortega.

O Facebook vai dar prioridade no feed a mais publicações de amigos e familiares que o utilizador tenha como ‘amigo’ e menos aos conteúdos dos meios comunicação, marcas ou empresas. Mark Zuckerberg anunciou as mudanças numa publicação feita na rede social que fundou.

O CEO já tinha dito que uma das suas resoluções de 2018 seria “corrigir” erros do Facebook. Provavelmente, esta seria uma das ‘falhas’ que considerou mais importante e tomou a decisão de alterar os algoritmos.

“Construímos o Facebook para ajudar as pessoas a manterem-se conectadas e nos aproximarmos das pessoas que são importantes para nós. É por isso que colocamos sempre os amigos e familiares no centro da experiência”, afirmou.

O fundador desta rede social sabe que a medida vai significar menos tráfego mas acredita que o tempo passado no Facebook será mais “valioso”.

“Recentemente temos recebido comentários da nossa comunidade de que o conteúdo público, posts de empresas, marcas e meios de comunicação, está a excluir os momentos pessoais que nos levam a conectarmo-nos mais com os outros”, acrescentou.

Recomendadas

Galp põe PSI 20 em alta em contraciclo com queda das praças europeias

As ações da Galp foram as estrelas da sessão ao subirem 2,16% para 16,780 euros. Isto num dia em que o petróleo está a disparar no mercado de futuros. Europa fechou em queda.

Respostas Rápidas. Preço do brent dispara. Poderá atingir os 100 dólares por barril?

Por trás da subida estão três fatores: a perspetiva de uma queda na produção nos EUA, a decisão da OPEP e outros produtores de manter a oferta ao nível atual e as sanções norte-americanas ao crude iraniano.

Juros soberanos disparam com palavras de Draghi ao Parlamento Europeu

Mario Draghi disse que vê uma recuperação “relativamente vigorosa” da inflação subjacente da zona do euro, sinalizando que o Banco Central Europeu está bem encaminhado para aumentar as taxas de juros no final do próximo ano. No seu discurso no Comité para os Assuntos Económicos e Monetários no Parlamento Europeu, disse ainda que espera que os salários continuem numa trajetória de subida. Juros soberanos disparam na Europa e euro valoriza.
Comentários