Energia & Ambiente Entrevista

Procura de petróleo deve cair 30 milhões de barris por dia em abril, alerta Bloomberg

Citando o maior comerciante mundial de petróleo, a agência Bloomberg quantifica a queda prevista para este mês no consumo global, o que pressionará a descida das cotações internacionais de petróleo para níveis muito baixos. O banco Goldman Sachs refere que entre os países mais vulneráveis à descida dos preços do petróleo estão os EUA. No Estado de Wyoming já se vende crude abaixo dos 3 dólares por barril.

“Preços ultra-baixos”: Canadá já vende petróleo a 6,45 dólares por barril

O petróleo canadiano Western Canadian Select caiu para 6,45 dólares por barril. Na Sibéria, o petróleo russo é vendido a menos de 10 dólares e os preços negociados nos mercados chineses também caíram para um dígito, segundo a agência Bloomberg.

Petróleo em mínimos de 18 anos leva o Kremlin a declarar que “está muito barato”

Com os futuros do Brent e do WTI a serem negociados, respectivamente, a 26,24 e 23,08 dólares por barril, a Rússia dá indicações – pela primeira vez na crise do Covid-19 – de que chegou ao limite da sua tolerância à descida dos preços do ouro negro.

Covid-19. Trump terá de “taxar importações de petróleo saudita para evitar falência do shale dos EUA”, refere especialista português

Na sequência do abrandamento económico provocado pela crise do Covid-19, a situação difícil em que estão os produtores norte-americanos de petróleo de shale levará o presidente dos EUA a impor taxas à importação do petróleo saudita, referiu ao Jornal Económico um especialista português com grande experiência na indústria petrolífera.

Ascenso Simões votará contra se Orçamento do Estado incluir taxa a empresas de celulose proposta pelo Bloco de Esquerda

Deputado socialista reage a declarações do ministro do Ambiente, Matos Fernandes, que desafiou o Bloco de Esquerda a apresentar uma medida que admite ter sido “esquecida” por si enquanto novo responsável pela tutela das florestas. Algo que esse partido já fez, entregando uma proposta de aditamento ao Orçamento do Estado para 2020.

“Entre 2025 e 2030 as frotas estarão quase todas eletrificadas”, diz secretário de Estado

Não haverá datas limite para circulação de veículos a combustão, mas José Mendes refere que os níveis de emissões poluentes vão baixar bastante. A era do carro elétrico já é irreversível.
Ver mais artigos