Ensaios

A tensão inescrutável da democracia

O que ameaça hoje a ideia de democracia e da sua prática? A vontade de transparência que atravessa todas as relações no espaço público, limpas de tensão. Sem tensão democrática, a democracia torna-se encenação, reino do faz de conta, menos apreciável, descartável e, por isso, mais vulnerável.

O Estado na investigação

O quase-monopólio de financiamento nacional de que a FCT goza é uma das suas debilidades maiores. Um sistema de financiamento multilateral que lhe retirasse esse monopólio permitir-lhe-ia escolher, à luz de prioridades públicas e claras, os domínios electivos que financiaria, e escusar-se a financiar todos, um pouco.

Será o fim da globalização?

A globalização é hoje um modelo esgotado e o protecionismo a inevitável solução? Ou será antes uma transição para um novo ciclo de globalização? O ruído à volta dos efeitos colaterais da globalização, visível numa espécie de rebelião dos eleitores, oculta os valores fundamentais deste catalisador de riqueza mundial.

A recuperação de ecossistemas salva vidas

É fundamental desenvolver novos modelos de financiamento para que o setor privado, as organizações ambientais e humanitárias e os governos trabalhem em conjunto. E apostar na ação preventiva.

Estrada sem fim

Existe uma nova tendência para contestar os velhos padrões de organização das sociedades que pode resultar em novos modelos, mas que até agora tem, essencialmente, reativado velhas soluções.

As virtudes do direito à greve

A única ação que se deve regular por um critério de proporcionalidade é a definição de serviços mínimos. E essa definição cabe ao Governo, com o maior tacto possível, garantindo os serviços mínimos, sem com isso minimizar o impacto que se espera de uma greve a ponto de constituir um boicote.
Ver mais artigos