Prisma

Ascenso Simões: “Toda a regulação deve ser repensada e a maior urgência é o Banco de Portugal”

Antigo administrador da ERSE, Ascenso Simões acaba de publicar um livro intitulado “Regulação e Supervisão em Portugal”. Descreve um cenário de arcaísmos, disfunções, vazios e impreparações. Desde o Banco de Portugal que “é a entidade mais arcaica e mais impenetrável que existe em Portugal”, até à Autoridade da Concorrência que “só trata de coisas menores”.

A extrema-direita aqui tão perto: Vox entra no Parlamento da Andaluzia

“Espanhóis primeiro”, defende o Vox, traduzindo-se na deportação de imigrantes, construção de muros na fronteira com Marrocos, proibição do aborto e do casamento homossexual, revogação da lei de violência de género, entre outras bandeiras políticas.

Secretária de Estado para a Igualdade: “Estamos a fazer de tudo para combater a violência”

Assinala-se este domingo o Dia Internacional da Eliminação da Violência Contra a Mulher. “A violência é um problema estrutural das nossas sociedades. Tem que ser reforçada a ideia de que as mulheres não estão sozinhas’”, disse Rosa Monteiro, em entrevista ao Jornal Económico.

A missão da Femafro é “quebrar com a invisibilidade das mulheres negras na sociedade portuguesa”

As dirigentes da Femafro – Associação de Mulheres Negras, Africanas e Afrodescendentes em Portugal salientam que as mulheres negras estão na base da pirâmide social, sujeitas a “opressões de classe, raça e género”. Pugnam por novas políticas públicas dirigidas a “necessidades não resolvidas”. E dedicam-se a criar referências para as jovens que duvidam dos seus direitos e capacidades.

Habitação: Mais areia para esta camioneta

A resposta necessária para esta voracidade do mercado encontra-se em medidas que beneficiem o arrendamento e que permitam um forte investimento em habitação pública. As propostas do BE garantem uma maior receita para que o investimento público se faça e se inicie, de forma corajosa, aquilo que tem de ser construído: um serviço nacional de habitação.

Agentes de mudança

O objetivo é capacitar líderes comprometidos com o diálogo e compreensão mútua, mobilizando redes de ativistas sociais para se tornarem agentes de mudança nas suas comunidades, através de iniciativas que visam identificar e corrigir problemas, com enfoque no combate à discriminação e na promoção da inclusão.
Ver mais artigos