5G. Dono da Altice diz que os equipamentos da Huawei são “os melhores”

“Para mim, eles [Huawei] são os melhores. […] Não são os mais baratos, mas são os melhores”, afirmou o magnata das telecomunicações franco-israelita a analistas, numa altura em que os Estados Unidos voltam a pressionar vários países da Europa para excluírem a Huawei do 5G.

Fundador e principal acionista do grupo Altice, Patrick Drahi

O fundador e principal acionista do grupo Altice considera que os equipamentos da Huawei para a quinta geração da rede móvel (5G) “são os melhores” e revelou a sua preferência pelos componentes da empresa chinesa no desenvolvimento do 5G na Europa.

“Para mim, eles [Huawei] são os melhores. […] Não são os mais baratos, mas são os melhores”, afirmou o magnata das telecomunicações a analistas, citado pelo El Mundo, em meados de agosto. A afirmação surge numa altura em que voltam a aumentar as tensões entre Estados Unidos e China, sobre o recurso a serviços e produtos de empresas tecnológicas chinesas, com Washington a pressionar para que a Huawei seja excluída do 5G.

Na Europa, o Reino Unido decidiu em julho banir a Huawei da rede 5G britânica e, já no mês de agosto, a Reuters noticiou que a França – país onde a Altice detém a SFR, a segunda maior operadora de rede móvel do país – não iria impedir a Huawei de investir na nova rede móvel naquele país, mas que iria proteger “os interesses de segurança nacional”.

“Não sou o responsável pela segurança nacional. Se o governo [francês] não quiser que a nós [Altice] usemos este ou aquele fornecedor, tudo bem”, disse, referindo-se ao que fora noticiado sobre o posicionamento do governo gaulês.

Sobre a pressão norte-americana, Patrick Drahi disse tratar-se de uma questão “sobretudo política”, mas manifestou-se “otimista” sobre o desenrolar do processo, tanto em França como noutros países da Europa.

Em Portugal, as principais empresas de telecomunicações (Altice Portugal, NOS e Vodafone Portugal) já garantiram que a Huawei não faz parte da infraestrutura crítica do 5G.

Em junho, o secretário de Estado Adjunto e das Comunicações, Alberto Souto de Miranda, anunciou que o grupo de trabalho criado pelo Governo para analisar o tema da segurança das redes 5G no país já entregou as conclusões ao Executivo. O Ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, já garantiu que o Governo não excluiu a Huawei de nada.

 

Ler mais
Recomendadas

Setor da cortiça cresceu 35% em volume de negócios entre 2014 e 2018

Responsável por 50% da produção mundial e 60% das exportações de cortiça em todo o mundo, o setor cresce em vários indicadores no mercado português.

“Caixa opera com margens de 1% a 2% contra 15% do gel desinfetante”, diz Paulo Macedo

O presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos considera que o banco público está apto para financiar pequenas, médias ou grande empresas. “Ao longo dos últimos anos, a Caixa e os seus trabalhadores trabalharam para dobrar o nosso Bojador”, afirmou.

Montepio Crédito expande crédito ao consumo na plataforma digital

O Montepio Crédito reforçou a sua aposta no digital e lançou o crédito para aquisição de material escolar e informático na sua plataforma mycreditech, numa altura em que as aulas por meios digitais ganharam relevância.
Comentários