“A Criar com Scratch”: Descobrir o sistema solar através da programação

O concurso “A Criar com Scratch!” foi disputado por 313 projetos, envolvendo 1.136 alunos do pré-escolar e dos três ciclos do Ensino Básico. Contamos-lhe como foi.

Telmo, Daniel e Isaac do clube de programação da Escola Básica e Secundária da Calheta, na ilha de São Jorge, nos Açores, brilharam na edição 2018/19 do concurso nacional de programação “A Criar com Scratch!”, obtendo o terceiro lugar na categoria do 2.º ciclo do Ensino Básico, onde concorreram.

Um jogo de perguntas sobre o sistema solar feito pelos três alunos com a ajuda do professor Paulo Martins permite aprender a matéria como se estivéssemos a brincar. O jogo começa com a apresentação dos oito protagonistas: Mercúrio, Vénus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Neptuno. Comecei por selecionar o planeta Mercúrio e eis a primeira pergunta: De que cor é…? A pergunta vem acompanhada de três respostas possíveis: (A) Cinzento, (B)Vermelho, (C) Azul. O jogador deverá escolher a letra que corresponde à solução. A escolha da letra C é seguida do som “Humm! Errado”. Há que tentar de novo.

Mais à frente no jogo, ficamos a saber que o maior planeta do sistema solar, Júpiter, é atormentado por uma tempestade contínua e gigante e que Urano é o único planeta que roda deitado em torno do Sol. Nestes dois casos, a resposta a selecionar é a C. “Acertaste!”

O jogo de programação “A Criar com Scratch!” é uma iniciativa anual promovida pelo Centro de Competência TIC da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal, através do projeto EduScratch, em parceria com a Direção-Geral da Educação, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Setúbal e o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço.

A edição deste ano, que teve como tema “O Sistema Solar”, contou com a participação de 1.136 alunos do pré-escolar e dos três ciclos do Ensino Básico, que, no total, submeteram a concurso 313 projetos. Cada ciclo tinha um mote. Aos alunos era dada uma lista de sugestões de perguntas e temas a abordar e bibliografia incluída no Plano Nacional de Leitura, sites, filmes e vídeos sobre o tema do espaço.

No caso dos alunos do 2.º ciclo, ano frequentado por Telmo, Daniel e Isaac, o ponto de partida a desenvolver no jogo era “A Terra é o único planeta onde se conhece vida. Mas será que só pode existir vida na Terra?” Os alunos seguiram esta linha de investigação, e as perguntas e respostas que apresentam permitem elucidar sobre a esta matéria. Ou seja, é uma forma pedagógica de pôr os alunos a aprender ensinando.

Artigo publicado no “Educação Internacional” do Jornal Económico a 10-05-2019

Ler mais
Recomendadas

Siga estas dicas para aumentar a vida da bateria dos seus equipamentos

Um uso intensivo, num ambiente quente, também não é recomendável, pois a bateria pode sobreaquecer e provocar uma descarga mais rápida ou até mesmo danificar o equipamento.

Vai à Web Summit? Pode deixar moedas e notas em casa

A SIBS e a empresa-mãe da Web Summit renovaram a parceria pelo terceiro ano consecutivo.

Taxas Euribor caem a três e seis meses e sobem a 12 meses

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, desceu hoje para -0,365%. A Euribor a três meses também caiu, ao ser fixada em -0,398%.
Comentários