Abanca fecha acordo para comprar 95% do EuroBic

O banco espanhol anunciou esta segunda-feira que acordou a aquisição de 95% das ações do EuroBic e que o supervisor foi informado sobre os detalhes do negócio.

O Abanca fechou oficialmente esta segunda-feira o acordo para a compra de 95% das ações do banco EuroBic. Trata-se da quinta aquisição do banco espanhol desde 2014 (depois do Banco Etcheverría, Popular Servicios Financieros, DB PCB e Banco Caixa Geral) e a segunda em Portugal.

Segundo a instituição bancária, o Banco de Portugal foi informado em detalhe dos termos da operação – que ainda está sujeita um processo de due dilligence e às autorizações das autoridades regulatórias. “O Abanca demonstrou com sucesso o seu modelo de integração de outras entidades nas operações corporativas que realizou nos últimos anos”, refere a entidade bancária liderada por Francisco Botas, em comunicado.

Na última apresentação de resultados, em Espanha, o Abanca Corporación Bancaria admitiu aos jornalistas portugueses que estava a estudar a compra do EuroBic em Portugal, mas explicou que não iria adquirir menos de 75% do banco detido por Isabel dos Santos e Fernando Teles.

Isabel dos Santos tem 42,5% do EuroBic através da Santoro Financial Holding SGPS (que detém 25%), com sede em Portugal, e da Finisantoro Holding Limited, que tem 17,5%, com sede em Malta. Mas o outro acionista, o luso-angolano Fernando Teles, que controla 37,5%, também vai vender, tal como avançado em primeira mão pelo Jornal Económico.

Há ainda outros acionistas no EuroBic: Luís Cortez dos Santos, Manuel Pinheiro Fernandes e Sebastião Bastos Lavrador têm, cada um, 5%, havendo ainda outros 5% nas mãos de outros investidores. Estes acionistas deverão também vender a sua posição ao Abanca, segundo fontes conhecedoras do processo.

O Jornal Económico sabe que chegou a haver outras manifestações de interesse no EuroBic mas nenhum dos interessados avançou com propostas concretas, exceto o Abanca.

Na mesma nota enviada esta manhã, o Abanca recorda que o EuroBic gere um volume de negócio de 11.700 milhões de euros, uma carteira de crédito (com “wright offs”) de 5.199 milhões de euros, e depósitos de 6.148 milhões de euros. O banco português emprega 1.482 pessoas.

Em comunicado divulgado ao início da tarde desta segunda-feira, o Banco de Portugal dá conta que tomou conhecimento da aquisição e que a mesma “está sujeita à autorização do Banco Central Europeu”.

Chairman e CEO do Abanca em Lisboa para se reunirem com EuroBic

Notícia atualizada às 11h00

Ler mais
Relacionadas

Abanca fecha acordo para comprar mais de 75% do EuroBic

O Abanca está disponível para comprar a totalidade do capital do banco controlado por Isabel dos Santos e o negócio será fechado durante este fim de semana, apurou o Jornal Económico.

Abanca quer 75% do EuroBic e quer ficar com 10% da Cofina

O Abanca quer comprar 75% do banco EuroBic e pretende ficar com cerca de 10% da Cofina num âmbito do aumento de capital da empresa, após a conclusão da OPA da TVI.
Recomendadas

Mais de 10 mil pessoas protegidas pelo seguro Covid-19 da Tranquilidade/Generali

O produto destina-se a empresas que pretendem proteger os trabalhadores, sobretudo as que continuam em atividade nos seus edifícios e o risco de infeção é superior. Lançado há 10 dias, foi desenvolvido em parceria com a AdvanceCare e garante um subsídio diário de 100 euros por cada dia de hospitalização por esta doença.

Chineses desistem de comprar o BNI Europa

O contexto de incerteza na economia global causada pela pandemia da Covid-19 levou o Grupo chinês KWG a desistir de comprar 80,1% da participação do BNI Europa. Negócio estava alinhavado desde dezembro de 2017.

Empresas vão receber 150 milhões de euros do Novo Banco nos próximos dias ao abrigo da linha capitalizar Covid-19

O banco liderado por António Ramalho referiu, em comunicado, que os primeiros 150 milhões de euros que serão concedidos às empresas que são clientes da instituição financeira já têm os respectivos processos “em fase final de assinatura digital”.
Comentários